Bolt e Blake alternam provas e só medirão força em 2013

O esperado reencontro entre Usain Bolt e Yohan Blake, estrelas jamaicanas que se destacaram nos Jogos de Londres, só voltará a acontecer em 2013. Os agentes dos dois velocistas confirmaram nesta quarta-feira, durante evento promocional em Lausanne, na Suíça, que ambos correrão em provas diferentes nas competições que disputarão no restante desta temporada, mas os atletas negaram que estejam se evitando após a rivalidade que se criou entre os dois ao longo deste ano.

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2012 | 16h25

Bolt se consagrou bicampeão olímpico dos 100 e 200 metros nos Jogos de Londres, mas Blake conseguiu derrotá-lo nestas duas provas nas seletivas jamaicanas para a importante competição realizada na capital inglesa. Com isso, o "confronto particular" entre os dois ganhou ainda mais atenção do público durante a Olimpíada.

Nesta quarta-feira, embora os dois atletas tenham negado que estão se evitando no restante desta temporada, Bolt admitiu que é uma escolha mais sábia correr em provas diferentes das de Blake. Desta forma, um possível aumento da recém-criada rivalidade entre os dois será evitada, sendo que eles são amigos e companheiros de treino.

"Eu não diria que estamos nos evitando, mas não acho que queremos correr um contra o outro até o resto do ano. Meu técnico não quer que participemos juntos. Se tivéssemos que fazer, seria feito. Seria mais uma competição, apenas. A Olimpíada já passou, então realmente não importa mais. O próximo ano certamente será mais engraçado e vocês nos verão como adversários novamente", disse Bolt.

Na mesma entrevista coletiva realizada nesta quarta, Blake também negou ter pedido para evitar a sua participação nas mesmas provas que Bolt disputará. Segundo a programação anunciada por seus agentes, o bicampeão olímpico correrá os 200 metros nas etapas da Diamond League em Lausanne e Zurique e os 100 metros em Bruxelas. Já o compatriota do recordista mundial estará na disputa dos 100 nas duas etapas suíças e correrá os 200 na Bélgica, no dia 7 de setembro, no encerramento desta temporada.

"Usain é o meu companheiro de treinos e adoro correr contra ele, mas eu deixei isso (a escolha das provas) para o meu agente decidir. Minhas prioridades são sempre melhorar a si próprio e defender minhas medalhas mais do que bater Usain Bolt", ressaltou.

A etapa de Lausanne da Diamond League será nesta quinta-feira, enquanto a de Zurique está marcada para o próximo dia 30. E, ao projetar o futuro, Bolt reiterou nesta quarta que marcará presença nos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. "Definitivamente eu estarei lá, desde que esteja em forma e pronto", enfatizou.

O velocista ainda admitiu que poderá priorizar a disputa de novas provas do atletismo na capital carioca. "Meu técnico quer que eu corra os 400 metros, eu quero tentar o salto em distância", disse, deixando em aberto os seus planos para os Jogos do Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoUsain BoltYohan Blake

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.