Andrew Smith/Reuters
Andrew Smith/Reuters

Bolt ganha status diplomático e vira nome de estrada

Curiosamente, ele envolveu-se em um acidente de carro na rodovia que agora terá o seu nome

Horace Helps, Reuters

16 de setembro de 2009 | 00h06

A Jamaica vai conceder privilégios diplomáticos ao tricampeão olímpico e mundial Usain Bolt e dar o nome do corredor a uma rodovia, disse o primeiro-ministro Bruce Golding.

Golding afirmou que as atuações extraordinárias de Bolt pela Jamaica deram a ele o direito de ser chamado "embaixador" com privilégios diplomáticos completos, incluindo um passaporte diplomático.

A Highway 2000, que liga várias cidades importantes da ilha caribenha, será renomeada Usain Bolt Highway e o velocista ainda vai receber a quarta maior condecoração nacional, anunciou Golding ao Parlamento na noite de terça-feira.

"Avisei o governador-geral para conferir ao sr. Bolt a Ordem da Jamaica por suas conquistas incríveis para a Jamaica no mais alto nível do atletismo", disse Golding.

Bolt, que quebrou os recordes mundiais dos 100 e dos 200 metros no Campeonato Mundial de Atletismo em Berlim, no mês passado, voltou à Jamaica na segunda-feira para tirar algumas semanas de férias.

Aos 23 anos, ele será o mais jovem ganhador da Ordem da Jamaica.

Em abril, Bolt envolveu-se em um acidente de carro na rodovia que agora terá o seu nome. Ele sofreu ferimentos leves.

Atualizado às 13h03 para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoUsain BoltJamaica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.