Lucy Nicholson/Reuters
Lucy Nicholson/Reuters

Bolt larga mal, mas se classifica para a final dos 100m no Mundial

Jamaicano cruzou a linha de chegada com o tempo de 9s92, o segundo melhor das eliminatórias

AE, Agência Estado

11 de agosto de 2013 | 12h41

MOSCOU - Usain Bolt largou mal na semifinal dos 100 metros, neste domingo, mas confirmou o favoritismo diante dos rivais e avançou à final em Moscou, em busca do bicampeonato mundial. O jamaicano cruzou a linha de chegada com o tempo de 9s92, o segundo melhor das eliminatórias.

O recordista mundial só não foi mais rápido que o compatriota Nickel Ashmeade, que marcou 9s90 na segunda série das semifinais. Bolt, no entanto, ainda não conseguiu alcançar em Moscou seu melhor tempo da temporada, que é de 9s85.

Neste domingo, Bolt fez uma largada ruim, mais cautelosa, depois que as duas séries anteriores contaram com saídas queimadas. No último Mundial, há dois anos, foi justamente uma largada antecipada que tirou Bolt da briga pelo ouro nos 100 metros.

Mas, depois da saída ruim, o jamaicano se recuperou prontamente e logo superou os rivais. Com tranquilidade, chegou a administrar a vantagem nos metros finais. Acabou cruzando a linha de chegada acompanhado do norte-americano Mike Rodgers, com 9s93. Ele também avançou à final.

A final da tradicional prova, nesta segunda-feira, contará com quatro jamaicanos. Além de Bolt e Ashmeade, avançaram Nesta Carter e Kemar Bailey-Cole. O maior rival de Bolt, contudo, será um norte-americano.

Justin Gatlin avançou com facilidade à final. Ele venceu a primeira série da semifinal com o tempo de 9s94. Carter, bicampeão olímpico no revezamento 4x100 metros, foi o segundo mais rápido da série, registrando 9s97. A lista da final conta ainda com o britânico James Dasaolu (9s97) e o francês Christophe Lemaitre (10s00).

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoMundial de MoscouBoltGatlin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.