Bolt manda recado com vitória no GP de Londres de atletismo

Jamaicano vence os 200 m com força e diz ainda estar em dúvida sobre qual prova disputará em Pequim

REUTERS

26 de julho de 2008 | 16h16

O jamaicano recordista mundial dos 100 metros Usain Bolt enviou outro sinal aos seus rivais nas Olimpíadas com a impressionante vitória por 19s76 nos 200 metros do Grand Prix de Londres, neste sábado.Bolt, que fez seu melhor tempo no ano com 19s67, dois meses atrás, surpreendeu ao quebrar o recorde americano campeão mundial Tyson Gay, o que faz de Bolt um dos principais candidatos a medalha caso resolva disputar os 100 m nos Jogos de Pequim.O americano Wallace Spearmon foi o segundo com 20s27 e o irlandês Paul Hession o terceiro com 20s37."Isto é muito bom... Eu tinha traçado um plano diferente aqui e eu consegui executá-lo corretamente", disse Bolt, 21 anos, vice campeão mundial no último ano.Bolt, que deve competir nos 100 e 200 metros no próximo mês nos Jogos, disse: "Eu não me sinto certo com a disputa dupla em Pequim. Meu técnico é quem vai decidir.""Eu definitivamente quero correr as duas provas, eu sinto que posso ir bem em ambas. Mas meu técnico tomou uma decisão assim há cinco anos e foi ruim. Se ele achar que eu devo correr em uma prova, vou correr em uma prova só".OUTRAS PROVASNa decisão dos 100 metros femininos, a campeã olímpica dos 200 m Veronica Campbell venceu com o tempo de 10s87 contra a jamaicana Shelly Ann Frses, que marcou 10s95.As americanas Marshevet Hooker e Torri Edwards, esta com 31 anos, campeã mundial em 2003 e destaque mundial deste ano com 10s78, ficaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente. Campbell, cujo tempo atual foi 0s02 mais lento que do que seu melhor tempo no ano, disse: "Eu estou em grande forma para defender meu título dos 200 m em Pequim".Numa grande disputa no salto com vara masculino, o campeão Yevgeniy Lukyanenko, da Rússia, campeão mundial indoor, e o australiano campeão dos Jogos da Amizade Steve Hooker tentaram os 6,02 m e falharam por pouco. Mas terminaram empatados nos 5,97 m superando o americano Brad Walker, que tem a melhor marca do ano com 6,04 m, e ficou em terceiro empatado com o alemão Alexander Starub com 5,72 m.Walker também não ficou desapontado, disse: "Minha preparação é boa, preciso só de um ajustes aqui e outro ali e estou pronto para ir [a Pequim]. Estou mirando saltar acima de 6 metros nas Olimpíadas."Martin Rooney aumentou as esperanças britânicas nas Olimpíadas para os 400 metros com sua melhor marca, 44s83, batendo o canadense campeão mundial Tyler Christopher (45s29), o segundo colocado.  

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoGP de LondresUsain Bolt

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.