Bolt poderia correr 100m em 9s55, segundo cientistas

Estudo se baseia nos resultados da carreira do jamaicano e destaca a final da prova nos Jogos de Pequim

AE, Agencia Estado

11 de setembro de 2008 | 11h52

Um estudo norueguês, conduzido pelo professor Hans Eriksen, do Instituto de Astrofísica Teórica da Universidade de Oslo, na Noruega, afirmou que o jamaicano Usain Bolt poderia ter corrido os 100 metros rasos na Olimpíada de Pequim em 9s55.Veja também: Ouro em Pequim, Bolt aceita convite para treinar no RealO estudo, intitulado New Scientist, foi publicado nesta quinta-feira pelo jornal inglês The Guardian, e tomou como base as imagens de televisão e análise da carreira de Bolt, comparado ao desempenho do medalhista de prata na prova, Richard Thompson, de Trinidad e Tobago.Bolt, de 22 anos, correu os 100 metros em 9s69, batendo seu próprio recorde, que era de 9s72, mas desacelerou no final da prova, ao comemorar o desempenho. Depois da prova, o técnico de Bolt, assegurou que o atleta poderia fazer os 100 metros em 9s52.Para Eriksen, que coordenou a pesquisa, o resultado não é definitivo, mas cria a expectativa de que Bolt possa voltar a quebrar o recorde mundial da prova. "Não dizemos que é um cálculo final, mas é uma aplicação divertida da física e fizemos o melhor que podíamos", afirmou o cientista.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.