Bolt terá de quebrar recorde para ser campeão do mundo--Iaaf

O campeão olímpico Usain Bolt terá de quebrar seu próprio recorde mundial dos 100 metros para vencer a prova no campeonato mundial desde ano, disse nesta quarta-feira Lamine Diack, presidente da Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf).

REUTERS

18 de março de 2009 | 14h04

"Quem quiser vencer os 100 metros em Berlim terá que correr abaixo (do recorde mundial) 9,69 segundos. Essa pista azul maravilhosa pode oferecer isso", disse o presidente da Iaaf ao jornal alemão Bild.

O campeonato mundial de atletismo será realizada entre 15 e 23 de agosto, no estádio Olímpico de Berlim, palco dos Jogos Olímpicos de 1936.

O jamaicano Bolt foi o primeiro homem da história a vencer na mesma Olimpíada os 100m e 200m, quebrando o recorde mundial das duas provas, nos Jogos de Pequim do ano passado. Ele ainda ajudou a Jamaica a vencer o revezamento 4x100m livre.

Bolt ainda mantém o recorde mundial dos 100m. Em sua estreia nesta temporada, ele correu 9,93 segundos, ajudado pelo vento, dias atrás.

"Bolt não está tão à frente dos outros como pareceu em Pequim. Essa será uma final de alto nível", disse Diack.

Mais cedo nesta quarta-feira, os organizadores de uma prova de 150 metros em Manchester anunciaram a participação de Bolt na corrida do dia 17 de maio.

(Reportagem de Karolos Grohmann)

Mais conteúdo sobre:
ATLETISMOBOLTMUNDIAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.