Bolt vence prova de 100 metros em Varsóvia com tempo de 9s98

Meeting Internacional de Varsóvia foi a 3ª competição disputada pelo jamaicano em 2014; antes ele disputou torneio na Escócia e no Rio

Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2014 | 17h45

Usain Bolt somou neste sábado mais uma vitória para sua incrível coleção no atletismo. No Meeting Internacional de Varsóvia, disputado em pista coberta, na Polônia, o velocista jamaicano ganhou a prova de 100 metros com facilidade, ao cravar o tempo de 9s98, bem longe do seu recorde mundial de 9s58 para a distância.

Apesar do tempo bem acima da suas possibilidades, Bolt registrou o novo recorde mundial dos 100 metros em pista coberta, prova que não é normalmente realizada - nas competições indoor, a distância é de 60 metros. Antes, a melhor marca para essa disputa pouco usual era de 10s05, conseguida pelo namíbio Frankie Fredericks em 1996.

Foi apenas a terceira competição do superastro jamaicano na atual temporada, depois de ter passado um longo período se recuperando de contusão. Nos dois primeiros dias de agosto, ele ajudou a equipe da Jamaica a conquistar medalha de ouro no revezamento 4x100 metros nos Jogos da Commonwealth, em Glasgow, na Escócia.

Depois, Bolt disputou uma prova promocional numa pista montada especialmente na praia do Leme, domingo passado, no Rio. E venceu novamente, ao completar os 100 metros em 10s06. Agora, ganhou também em Varsóvia. Assim, vai recuperando o ritmo aos poucos, já que estava longe das competições desde setembro do ano passado.

Bicampeão olímpico dos 100 metros e dos 200 metros, provas em que também é recordista mundial, Bolt voltará a competir na quinta-feira. Dessa vez, num evento de alto nível: a penúltima etapa da Diamond League, circuito que reúne a elite do atletismo. Será em Zurique, na Suíça, e ele já disse que espera fazer melhor tempo.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismousain Bolt

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.