Bom tempo no último dia de treino não ilude Barrichello

Brasileiro foi o mais rápido ontem em Jerez de la Frontera, mas aponta Red Bull como o melhor carro

Livio Oricchio, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2011 | 00h00

O números na Fórmula 1 são ingratos. Ontem Rubens Barrichello, com a nova e avançada Williams FW33, foi o mais rápido no último dia de testes em Jerez de la Frontera, na Espanha. E quinta-feira, primeiro dia, Felipe Massa, com a nova e conservadora Ferrari F150th, também estabeleceu o melhor tempo.

Mas isso não significa que o Brasil terá dois pilotos na luta pelas vitórias. Ao menos não necessariamente. Quem acompanhou os treinos, dentre ele até mesmo muitos pilotos da própria F-1, consideram que Sebastian Vettel, campeão do mundo em 2010, da Red Bull, dispõe nesse momento do carro mais veloz, apesar de ontem ter registrado apenas o 8.º tempo.

"A Red Bull está na frente", diz Rubinho. "Depois está tudo embaralhado", diz o mais experiente piloto, que reconheceu ter obtido a melhor marca dos quatro dias de ensaios em condições favoráveis: a temperatura mais apropriada, de manhã, e o uso de pneus novos. "Mas o potencial da Williams é maior que na temporada passada." Adrian Newey, projetista da Red Bull, já havia antecipado: "A equipe que melhor aprender a usar os novos pneus (Pirelli em substituição aos Bridgestone) será a que, ao menos no princípio, conquistará as vitórias." É por esse motivo que Vettel, Mark Webber e os engenheiros da Red Bull preocuparam-se muito mais em encontrar ajustes que aumentem a vida útil dos pneus, bastante curta este ano. Os dois juntos completaram 395 voltas, ou 1.749 quilômetros, sem atenção maior às marcas registradas.

"A velocidade deles é impressionante", comenta Rubinho. "Em especial nas curvas de alta, como em 2010", diz. "Até a abertura do Mundial (13 de março, em Bahrein), muita gente vai crescer. Acredito que comecem na frente."

A Ferrari já sabe que tem um carro confiável. Entre Felipe Massa e Fernando Alonso, percorreu 463 vezes ou 2.050 quilômetros, a que mais treinou. "Estamos no caminho certo", diz Massa.

Bruno Senna reconheceu que a eventual decisão da Renault em contratar o alemão Nick Heidfeld, para substituir Robert Kubica é acertada. "Eles necessitam de um piloto pronto." Bruno completou 90 voltas e fez 1min21s213 na mais rápida, quinta do dia. Os próximos treinos serão de sexta-feira a segunda-feira em Barcelona, na Espanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.