Bombeiros dizem que operário caiu de uma altura de 15 metros na Arena Corinthians

Odebrecht informa que o rapaz foi socorrido com vida

Agência Estado

29 de março de 2014 | 13h57

SÃO PAULO - De acordo com o Corpo de Bombeiros, o operário que sofreu acidente neste sábado nas obras da Arena Corinthians, em São Paulo, caiu de uma altura de 15 metros. Inicialmente a assessoria de imprensa da Odebrecht, construtora responsável pelo Itaquerão, havia informado que a queda acontecera de uma altura de 8 metros apenas. O estádio, que vai receber o jogo inaugural da Copa, dia 12 de junho, está com as obras atrasadas por causa da queda de um guindaste, que matou dois trabalhadores em novembro do ano passado.

O operário ferido neste sábado prestava serviço à WDS Engenharia, contratada pela Fast Engenharia, e trabalhava na montagem das arquibancadas provisórias da Arena Corinthians. O funcionário foi levado para um hospital da região por uma ambulância da Odebrecht, construtora que não tem qualquer relação empregatícia com o trabalhador.

O Governo do Estado assumiu a responsabilidade pela colocação das arquibancadas provisórias no estádio e conseguiu o apoio da Ambev, que é quem está bancando o custo de R$ 38 milhões. A cervejaria, por sua vez, contratou a Fast Engenharia para instalar 17,6 mil cadeiras nos setores Sul e Norte (8.800 em cada lado), 1,2 mil no Leste e outros mil no Oeste.

O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas quando chegou ao Itaquerão o trabalhador já havia sido socorrido. Não foi informado o nome do operário, para qual hospital ele foi levado ou qual seu estado de saúde. De acordo com a Odebrecht, ele foi socorrido com vida.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.