Botafogo e Flamengo empatam de novo

Jogo não passou de um 0 a 0 sem grandes emoções. É o sexto empate nos últimos sete confrontos entre os rivais

RIO, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2012 | 03h02

Para quem gosta de apostas, uma dica valiosa: em clássico entre Botafogo e Flamengo, é só cravar empate e contabilizar o lucro. Com um 0 a 0 que não empolgou ninguém, eles chegaram ontem, no Engenhão, ao sexto empate nos últimos sete duelos.

O resultado foi frustrante para os dois, mas o Botafogo tem mais motivos para lamentar. O principal deles é que o time da estrela solitária está há quase dois anos e meio sem vencer o rival - o último triunfo alvinegro aconteceu em abril de 2010, pelo Campeonato Carioca.

O primeiro tempo até que foi interessante - ao menos as equipes correram bastante e criaram algumas chances de gol. O Flamengo chegou a ter um pênalti marcado pelo árbitro Péricles Bassols, mas Vagner Love estava impedido no momento em que foi derrubado na área por Amaral e o juiz, alertado por um dos bandeirinhas, voltou atrás.

No segundo tempo as equipes desaceleraram e a partida ficou bem monótona. O Botafogo praticamente não incomodou a defesa rubro-negra e o Flamengo teve apenas uma grande oportunidade de gol - a poucos minutos do fim, Liedson, que estava no banco de reservas e entrou no jogo em substituição a Negueba, mandou a bola no travessão.

Apesar de a partida ter sido modorrenta, os jogadores das duas equipes parecem ter gostado do que fizeram no Engenhão. "Temos de exaltar nosso time. Lutamos até o fim, todo mundo correu. Faltou um pouquinho de sorte", disse o lateral rubro-negro Léo Moura. "Tivemos oportunidades, mas não acertamos o último passe", comentou o volante alvinegro Renato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.