Boxe: País obtém verba para Mundial

Terminou a indefinição sobre a ida da delegação brasileira ao Mundial de Boxe Amador, em Belfast, na Irlanda, a partir de segunda-feira. Mas foi apenas na manhã desta terça-feira que Luiz Cláudio Boselli, presidente da Confederação Brasileira de Boxe, confirmou o recebimento da verba do Ministério do Esporte e Turismo. Os brasileiros embarcam na quinta. "Ontem à noite puxei um extrato do banco pela Internet e ainda não tinha nada. Só hoje de manhã é que o dinheiro estava na conta", revelou o dirigente.Foram R$ 55.321,00 repassados para a viagem da delegação, composta por Boselli, dois treinadores e nove atletas. O maior problema do presidente da entidade era pagar hospedagem e alimentação: teve de pedir crédito de US$ 11 mil aos organizadores, porque o montante já deveria ter sido depositado em abril. "Quando o valor foi fechado, o dólar estava em R$ 2,20. Agora já aumentou. Vou colocar uns R$ 4 mil do bolso", disse o dirigente.A CBBoxe ficou sem patrocínio no começo do ano, quando foi encerrado o contrato com a Zip.Net, que bancou uma preparação inédita para a equipe que disputou a Olimpíada de Sydney/2000. Foram várias viagens para disputas de torneios fora do País e estrutura para a equipe permanente nacional. Com o fim do patrocínio, a viagem para o Mundial ficou ameaçada.Para depois do Mundial, a CBBoxe está negociando com outros patrocinadores e conta com duas bolsas individuais do programa Solidariedade Olímpica, do Comitê Olímpico Internacional. "É muito sofrimento. Não sei se matei tanto passarinho na infância para merecer isso", disse Boselli.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.