Boxe: Pipoca luta nos EUA por US$ 800

Desempregado e sem lutas no Brasil, o superpena Adriano dos Santos desembarcou nos Estados Unidos para tentar a sorte. Já lutou duas vezes. Perdeu uma e ganhou outra. A bolsa de cada luta, US$ 800, é quase uma fortuna para ele. A história do ex-digitador que largou tudo - era quase nada - para tentar a carreira de boxeador profissional na meca do esporte está no Jornal da Tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.