Boxeador russo está em coma após ser encontrado inconsciente no metrô em Berlim

A vitoriosa carreira do boxeador Denis Boytsov se transformou em um misterioso caso de polícia. O russo foi encontrado desacordado em um túnel entre duas estações de metrô em Charlottenburg, distrito de Berlim, e está em coma induzido em um hospital da capital alemã. O caso aconteceu no último dia 3 de maio, mas somente na noite da última segunda-feira o homem foi publicamente identificado como Boytsov.

Estadão Conteúdo

12 de maio de 2015 | 10h05

O site oficial do boxeador confirmou a informação e revelou que o russo precisou ser colocado em coma induzido por conta de um inchaço em seu cérebro. O atleta de 29 anos foi encontrado por um condutor do metrô e também teria ferimentos nas mãos e indícios de intoxicação.

A polícia de Berlim disse nesta terça que o caso está sob investigação, mas que, de acordo com depoimentos de testemunhas e imagens de câmeras de segurança, tudo não teria passado de um acidente. O site oficial de Boytsov, no entanto, parece crer em uma versão diferente: "É possível que o ataque esteja ligado à carreira do boxeador, há cerca de dois anos Boytsov estava recebendo ameaças constantemente".

O russo possui um ótimo cartel de 36 vitórias e somente uma derrota. Sua última luta foi diante do brasileiro Irineu Beato Costa Júnior, no último dia 21 de março, quando venceu por nocaute técnico. Em 2013, Boytsov chegou a ser o principal candidato a desafiar o campeão mundial dos pesos pesados Wladimir Klitschko, mas perdeu a condição ao ser derrotado pelo australiano Alex Leapai.

Tudo o que sabemos sobre:
boxeDenis Boytsovpolíciacoma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.