Braço de suspensão foi a causa do acidente de Buemi

Após o acidente, a equipe Toro Roso não permitiu que Jaime Alguersuari voltasse à pista

Efe

16 de abril de 2010 | 03h10

Mesmo tendo perdido suas duas rodas dianteiras, Buemi não sofreu nenhuma lesão. Foto: Eugene Hoshiko/AP

 

A ruptura do braço direito da suspensão dianteira, com novo design para esta corrida, foi a causa do acidente do suíço Sebastian Buemi na primeira sessão de treinos livres do Grande Prêmio da China, segundo sua equipe, a Toro Rosso.

 

Na freada da reta mais longa do circuito, o braço direito da suspensão do carro se rompeu, fazendo com que o esquerdo também se quebrasse de forma quase simultânea, por não suportar o esforço ao que foi submetido. Com isso, as duas rodas se soltaram e saíram "voando", se chocando violentamente contra as cercas que separam o público da pista.

 

Com os problemas identificados, os carros da Toro Rosso participarão da segunda sessão livre com os braços de suspensão que tinham sido utilizados nas três primeiras provas da temporada.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1BuemiGP da China

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.