Satiro Sodré / SS Press / CBDA
Satiro Sodré / SS Press / CBDA

Brandonn Almeida lidera eliminatórias dos 200m medley no Maria Lenk

Nos 200m costas, Fernanda Goiej avança em primeiro com tempo de 2min14s69

Estadão Conteúdo

18 de abril de 2018 | 13h42

As emoções no segundo dia de competições do Maria Lenk, o Troféu Brasil da natação, parecem ter ficado reservadas para o início da noite, quando vão ser realizadas as finais. A manhã de eventos no Rio, no Parque Aquático Maria Lenk, não teve marcas expressivas, com Brandonn Almeida sendo o principal destaque ao avançar na primeira posição nos 200 metros medley.

+ Equipe de Cielo vence a de Fratus e fatura ouro no 4x100m livre no Maria Lenk

+ Maria Lenk começa com equilíbrio nos 100m borboleta e João Gomes em 1º no peito

Nadador do Corinthians, Brandonn cravou 2min01s12, se classificando na liderança, com vantagem de 1s12 para Vinicius Lanza, do Minas. Já na disputa feminina, Maria Luiza Pessanha, do Pinheiros, foi a mais rápida com a marca de 2min16s92.

Na prova dos 200m costas, Fernanda Goiej, do Curitibano, avançou na primeira posição ao marcar 2min14s69. Na disputa masculina, ninguém conseguiu completá-la abaixo dos 2min. E o evento teve liderança de Gabriel Fantoni, do Minas, com 2min01s86.

Nas três séries dos 800m livre já disputadas - uma mais forte será realizada na sessão noturna -, o melhor desempenho foi de Fernando Ponte, do União, com a marca de 8min04s98. Já nos 1.500m, Aline Rodrigues, do Pinheiros, liderou com 17min06s32, sendo que a principal bateria ocorrerá à noite, contando com as presenças de Viviane Jungblut e Ana Marcela Cunha.

Além das finais e das séries fortes das provas que foram realizadas nesta manhã, o Troféu Brasil também terá as disputas dos revezamentos 4x200 metros livre nos dois naipes nesta quarta-feira, a partir das 18 horas no Parque Aquático Maria Lenk.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoTroféu Maria Lenk

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.