Brasil 1: Grael recusa favoritismo na regata local

Torben Grael, comandante do veleiro brasileiro ?Brasil 1? não aceita favoritismo para a disputa da regata local, que será realizada sábado, na Baía de Guanabara. A prova conta pontos para a classificação geral da Volvo Ocean Race, regata de volta ao mundo. ?O conhecimento da Baía de Guanabara ajuda, mas pode não ser determinante. Todos os barcos estão com ajuda local. O Ericsson, por exemplo, contratou o Maurício Santa Cruz. Além disso, estamos acostumados com barcos menores, em que as reações são muito mais rápidas?, explica Grael.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.