Brasil 1 tenta confirmar o favoritismo na regata local

O barco Brasil 1 é o favorito para vencer a regata local da Volvo Ocean Race, que será disputa neste sábado, a partir das 13 horas, na Baía da Guanabara, no Rio. Apesar de a prova ser disputada no ?quintal de sua casa?, o comandante da embarcação brasileira Torben Grael optou pela prudência no momento de avaliar as chances do grupo.?É uma raia bastante difícil porque é imprevisível, com ventos rondados e correnteza. Não tem um dia igual ao outro. E como a baía é pequena para barcos tão grandes, a parte tática se torna ainda mais importante?, disse Torben, que mora em Niterói e cresceu velejando nas águas da Guanabara. ?Estamos bastante animados e esperamos fazer uma boa regata.? Todos os seis veleiros que participaram da quarta etapa, entre Wellington (Nova Zelândia) e Rio, estarão nesta regata local que tem a peculiaridade de atingir praticamente a metade dos pontos em disputa na atual edição. Já foram alcançados 48% dos pontos em jogo na prova. E nas competições nacionais, realizadas nos momentos de parada da regata em um país, é distribuída uma pontuação equivalente à metade de uma perna.Na prova carioca, os seis veleiros de 70 pés (21,5 metros) irão navegar em uma raia montada entre a Ponte Rio-Niterói e a Pedra da Laje, numa extensão de cerca de 3,1 milhas náuticas, cerca de 5,5 quilômetros. A prova terá inicialmente oito pernas, num total de aproximadamente 25 milhas (46 quilômetros), e poderá durar até quatro horas. Mas, se os ventos estiverem fracos, a direção da competição tem a competência para encurtá-la, a exemplo do que ocorreu em Sanxenxo, na Espanha, na abertura da Volvo Ocean Race.Além Torben, a tripulação do Brasil 1 terá mais dez tripulantes na regata in-port: os brasileiros Marcelo Ferreira, André Fonseca, João Signorini, Kiko Pellicano, Alan Adler e Horácio Carabelli; o holandês Marcel van Triest; o espanhol Chunny Bermudez; e os neozelandeses Stuart Wilson e Andy Meiklejohn. Como convidados estarão o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, além de Roberto Lima, presidente de uma empresa de telefonia.Após a regata in port, os velejadores permanecerão no Rio se preparando para a largada da quinta perna da Volvo Ocean Race, quando navegarão aproximadamente por cinco mil milhas náuticas até Baltimore/Anápolis, nos Estados Unidos. A atual classificação da Volvo Ocean Race tem:1º ABN Amro One (HOL) - 49 pontos 2º ABN Amro Two (HOL) - 35 3º Piratas do Caribe (EUA) - 30,5 4º Movistar (ESP) - 28 5º Brasil 1 - 26,5 6º Ericsson (SUE) - 21 7º Brunel (AUS) - 11,5

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.