Brasil aposta na defesa para vencer a Argentina no Mundial de Handebol

Seleção precisa da vitória para disputar 1º lugar com a França 

Estadão Conteúdo

09 de dezembro de 2015 | 18h16

A seleção brasileira feminina de handebol vai encontrar uma velha conhecida na quarta rodada da fase de grupos do Mundial da Dinamarca. Em busca do bicampeonato, o time comandado por Morten Soubak entra em quadra nesta quinta-feira para jogar contra a arquirrival Argentina, em Kolding.

Após buscar um empate heroico contra a Coreia do Sul e vencer a República Democrática do Congo e a Alemanha, a seleção brasileira quer superar a Argentina fechando espaços na defesa. "Precisamos estar bem no ataque e na defesa, mas o nosso grande diferencial é a marcação. Já mostramos que isso realmente ganha um jogo", aponta Deonise, uma das veteranas do grupo.

O Brasil lidera do Grupo C e precisa vencer a Argentina para que, na última rodada, brigue pela primeira colocação contra a França. A Coreia do Sul empatou tanto com as brasileiras como contra as francesas, de forma que quem vencer na última rodada deverá ficar com a ponta.

Antes, entretanto, o Brasil precisa passar pela Argentina, a quem venceu por 26 a 15 na semifinal do Campeonato Pan-Americano, em maio, e por 25 a 20 na decisão dos Jogos Pan-Americanos, em julho.

"Como em todos os esportes, Brasil e Argentina têm muita rivalidade. Elas têm se saído muito bem nas últimas competições, incluindo a final dos Jogos Pan-Americanos. Vamos analisar qual tipo de tática deveremos usar. Todas as equipes desse grupo têm características diferentes. Com certeza, esse será um jogo em que o psicológico precisa estar bem forte", explicou Morten Soubak, técnico do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.