Carmen Jaspersen/AFP
Carmen Jaspersen/AFP

Brasil cai para campeã olímpica Rússia e perde a 1ª no Mundial de Handebol

Seleção volta à quadra nesta quarta-feira, diante da Dinamarca

Estadao Conteudo

05 de dezembro de 2017 | 16h46

A seleção brasileira feminina de handebol perdeu pela primeira vez no Mundial da Alemanha nesta terça-feira. Na cidade de Oldemburg, as comandadas do espanhol Jorge Dueñas foram presas fáceis diante da campeã olímpica Rússia, que confirmou o favoritismo ao fazer 24 a 16.

+ Brasil tem grupo definido para o Mundial de Handebol

O resultado era esperado e manteve as russas na primeira colocação do Grupo C, com 100% de aproveitamento após três rodadas. Já o Brasil é o segundo colocado, com os mesmos três pontos do Japão, mas com vantagem no saldo de gols. A Dinamarca, porém, ainda atua nesta terça e deve assumir a segunda posição.

Nesta terça, a Rússia rapidamente saltou na frente no placar. O Brasil chegou a cortar a diferença para três gols na metade do primeiro tempo, mas rapidamente as europeias se estabilizaram, voltaram a abrir vantagem e praticamente garantiram a vitória.

A seleção brasileira até fazia um bom trabalho defensivo, mas sofria com a forte marcação russa e não conseguia ameaçar o gol adversário. Quando passava pela defesa, ainda parava na goleira Elena Utkina, eleita a melhor jogadora da partida. Assim, a vitória foi encaminhada sem sustos.

O Brasil volta à quadra nesta quarta-feira, diante da Dinamarca, e fecha sua participação na primeira fase contra Montenegro na sexta. Esta partida deve ser fundamental para a seleção, já que as montenegrinas perderam para o Japão, resultado que embolou a disputa.


Depois de empatar com o Japão na estreia e ganhar da Tunísia na sequência, o Brasil não terá facilidade contra Dinamarca, país de bastante tradição no esporte. Por isso, cresce a importância do duelo diante de Montenegro para que o País garanta uma das quatro vagas na próxima fase.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.