Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Brasil classifica 3 nos 110m com barreiras

Os brasileiros barreiristas dos 110 metros deixaram o Stade de France, nesta quinta-feira, comemorando o bom desempenho na prova durante o 9º Campeonato Mundial de Atletismo, em Paris. Os três passaram às semifinais, entre os 24 melhores, que será disputada nesta sexta-feira a partir das 15h05 (horário de Brasília). Márcio Simão de Souza fez a melhor marca dentre os três, a quinta entre os classificados, com 13s62, e deixou a pista disposto a melhorar o seu tempo. ?Nem importa se eu for ou não à final. Para isso, terei de melhorar a marca, mas eu gostaria mesmo de sair daqui com o recorde brasileiro", afirmou Márcio, que deseja baixar sua própria marca na prova, que é de 13s38. Acha que terá de corrigir a corrida que, nesta quinta, atribuiu ao nervosismo. ?Acho que eu corri muito ´sentado´ (elevando demais as pernas). Vamos ver o vídeo e corrigir", observou. Redelen dos Santos, 27 anos, foi o 13° (13s57) e Mateus Inocêncio, de 22 anos, o 15° (13s62). Redelen, que começou a competir nas barreiras na escolinha do Centro Olímpico de São Paulo, orientado pela técnica Rosinha (hoje treina com Nélio Moura), disse que não é uma coincidência o Brasil ter três atletas com índice para o Mundial. ?Tem um trabalho sendo feito nessa prova e vem uma molecada aí", observou Redelen. Mateus, o mais jovem de todos, em seu primeiro Mundial (disputou a Olimpíada de Inverno de 1999, com o time do bobsled), disse que ?uma parte do sonho já realizou", ao passar à semifinal. Observador - Agberto Guimarães, diretor-técnico do Co-Rio, o Comitê de Organização dos Jogos Pan-Americanos de 2007, está em Paris para conhecer de perto a organização do Mundial de Atletismo. Acompanhado do secretário de esportes do município do Rio, Ruy César, participará de um seminário de observadores de futuros eventos esportivos, promovido pela Iaaf, ao custo de 800 euros cada inscrição. Todas as medalhas de ouro desta quinta-feira: salto com vara - Giuseppe Gibilisco (ITA), 5,90 m; 200 m - Kelli White (EUA), 22s05; martelo - Yipsi Moreno (CUB), 73,33 m; 400 m com barreiras - Jana Pittman (AUS), 53s22.

Agencia Estado,

28 de agosto de 2003 | 16h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.