Michel Euler/AP
Michel Euler/AP

Brasil conquista duas medalhas no Mundial de Judô, em Paris

Leandro Cunha faturou a prata e Sarah Menezes ficou com o bronze nesta terça-feira

AE, Agência Estado

23 de agosto de 2011 | 12h50

PARIS - O Brasil teve um ótimo começo na disputa do Mundial de Judô na França. No primeiro dia de competição, nesta terça-feira, em Paris, foram realizadas três categorias. E os judocas brasileiros subiram duas vezes ao pódio, com a prata para Leandro Cunha (até 66 kg) e o bronze para Sarah Menezes (até 48 kg) - ambos repetiram a performance da última edição, ano passado, em Tóquio, Japão.

Leandro Cunha foi quem chegou mais perto do título mundial nesta terça-feira. Nas fases preliminares, ele superou o armênio Armen Nazaryan, o georgiano Shalva Kardava, o sul-coreano Jeong Hwan Na e o britânico Colin Oates. Depois, já na semifinal, bateu o esloveno Rok Draksic. Mas acabou perdendo por um ippon para o japonês Masashi Ebinuma na decisão e ficou com a medalha de prata.

Com a medalha desta terça-feira, igualando sua performance do Mundial de Tóquio, o judoca brasileiro de 30 anos deve subir bem no ranking mundial da categoria - ocupa atualmente o sétimo lugar -, aproximando-se da vaga na Olimpíada de Londres, em 2012. E também mantém a tradição do Brasil no peso até 66 kg, na qual João Derly foi bicampeão mundial (em 2005 e 2007).

Assim como Leandro Cunha, Sarah Menezes teve grande atuação no Mundial de Paris. Atualmente em quarto lugar no ranking da categoria até 48kg, ela venceu a espanhola Oiana Blanco, a sul-coreana Seung-Min Shin e a húngara Eva Csernovickzi até chegar à semifinal, quando perdeu para a japonesa Haruna Asami.

Com isso, a brasileira de apenas 21 anos foi para a disputa da medalha de bronze. E, mesmo diante da pressão da torcida adversária, venceu a francesa Frederique Jossinet por ippon. Sarah Menezes repetiu a campanha conseguida no último Mundial, em 2010, quando também terminou na terceira colocação.

COMPATRIOTAS

Na final da categoria até 48 kg, houve um confronto japonês, justamente entre as duas primeiras colocadas do ranking. E Haruna Asami, algoz de Sarah Menezes na semifinal, acabou vencendo a compatriota Tomoko Fukumi, aumentando sua vantagem na liderança da lista das melhores do mundo na atualidade.

Mais um brasileiro esteve em ação nesta terça-feira no Mundial de Paris. Na categoria até 60 kg, Felipe Kitadai venceu o checo Pavel Petrikov e o canadense Frazier Will, mas acabou sendo eliminado pelo usbeque Rishod Sobirov. O judoca do Usbequistão terminou a disputa com a medalha de ouro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.