Brasil derrota Venezuela e vai à final do vôlei masculino

Seleção se vinga da derrota do Pan de Santo Domingo e agora decide o título contra os Estados Unidos

27 de julho de 2007 | 23h24

Em jogo eletrizante, a seleção brasileira de vôlei se vingou nesta sexta-feira da Venezuela e garantiu classificação à final dos Jogos Pan-Americanos do Rio. Com determinação e precisão nos arremates de Giba, a equipe venceu por 3 sets a 0, com parciais de 30/28, 25/18 e 25/16.   Veja também: Quem fica em segundo lugar no Pan? O quadro de medalhasOs detalhes das modalidades em disputa    A partida disputada no Ginásio do Maracanãzinho foi a revanche do Pan-Americano de Santo Domingo (2003), quando a seleção foi derrotada pela mesma Venezuela nas semifinais por 3 sets a 2. Este é o único título que falta à geração vitoriosa comandada pelo técnico Bernardinho.   Geração que demonstrou que os problemas entre o treinador e Ricardinho não abalaram a confiança do grupo dentro de quadra. Prova disso foi que os jogadores reverteram uma desvantagem de quatro pontos no primeiro set, para desespero do brasileiro Ricardo Navajas, que comanda a Venezuela.   Nos demais sets do jogo, o Brasil não encontrou dificuldades e fechou com tranqüilidade. Esta foi a quarta vitória do Brasil no Pan-Americano - a seleção já havia passado por Canadá, Cuba e México. De quebra, o Brasil ainda não perdeu nenhum set.   Agora, os brasileiros decidem o título do Pan contra a seleção dos Estados Unidos, que derrotou Cuba nas semifinais por 3 sets a 1, com parciais de 25/23, 25/17, 24/26 e 25/23, após 1h43 de duelo. Os norte-americanos estão invictos e perderam apenas um set na competição.   Os brasileiros tentarão acabar com um jejum de 24 anos e buscar o primeiro título no desde 1983, quando a seleção foi ouro no Pan de Caracas. A final acontecerá neste sábado, às 22 horas, no Ginásio do Maracanãzinho, no penúltimo dia de competições dos Jogos do Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiPan 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.