Brasil deve liderar venda de álbuns da Copa, aposta Panini

Em 2006, Alemanha, sede do Mundial, ficou com o primeiro lugar. 'Estado' traz a edição [br]amanhã a seus leitores

, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2010 | 00h00

As bancas de todo o Brasil já começam a vender, amanhã, os pacotes de figurinhas para o álbum oficial da Copa da África do Sul. Mas só poderá iniciar o preenchimento no mesmo dia quem comprar o Estado.

Um acordo de exclusividade com a italiana Panini dá vantagem de dois dias aos leitores do jornal, pois as vendas ao público começam apenas na terça-feira - o álbum custa R$ 3,90 e o pacote com cinco cromos, R$ 0,75.

Por causa da grande procura, o diretor de Marketing e Mercado Leitor do Grupo Estado, João Rosas, faz uma recomendação: "É importante fazer a reserva de um exemplar com os jornaleiros." Além do álbum, o Estado também distribuirá oito figurinhas, tanto para as compras avulsas quanto para os assinantes em São Paulo.

Febre mundial em todo o mundo, o Brasil é candidato a liderar a venda de álbuns e figurinhas no mundo, de acordo com a Panini - a liderança, em 2006, foi da Alemanha, que organizou a Copa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.