Brasil disputa Grand Slam de Tóquio com 16 judocas

O Brasil terá 16 judocas na disputa do Grand Slam de Tóquio, que começa nesta sexta-feira e vai até domingo, no Japão. A competição é uma das mais importantes do calendário do circuito mundial de judô, com alta pontuação no ranking, e marca o fim da temporada internacional da seleção brasileira.

AE, Agência Estado

29 de novembro de 2012 | 17h13

"A expectativa para a competição deste ano é muito boa, porque a equipe está mesclada com lutadores experientes e jovens promessas. O objetivo é que todos possam subir no ranking mundial para se tornarem cabeças de chave em torneios futuros", afirmou Amadeu Moura, gerente da seleção de judô.

Nesta sexta-feira, o destaque do Brasil é Felipe Kitadai, que volta aos tatames depois da conquista da medalha de bronze na Olimpíada de Londres. "Estou fora há tempos, mas venho treinando bem. Estou me sentindo pronto para medalhar de novo", avisou o judoca que luta na categoria até 60kg.

Além dele, o Brasil ainda terá Leandro Cunha (até 66kg), Gabriela Chibana (até 48kg), Eleudis Valentim (até 52kg), Érika Miranda (até 52kg) e Ketleyn Quadros (até 57kg) em ação nesta sexta-feira. No sábado, lutam Alex Pombo (até 73kg), Victor Penalber (até 81kg), Rafaela Silva (até 63kg), Mariana Barros (até 63kg), Nadia Merli (até 70kg) e Maria Portela (até 70kg). E no domingo, será a vez de Renan Nunes (até 100kg), Luciano Correa (até 100kg), Rafael Silva (acima de 100kg) e Maria Suelem Altheman (acima de 100kg).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.