Reprodução twitter asocdepolo
Reprodução twitter asocdepolo

Brasil disputará o primeiro Mundial de polo feminino, na Argentina

Competição acontecerá entre os dias 9 e 16 de abril e contará com a participação das donas da casa, Estados Unidos, Irlanda, Itália e Reino Unido

Redação, Estadão Conteúdo

07 de abril de 2022 | 16h13

A partir do próximo sábado (9), o Brasil disputará o primeiro Mundial de polo feminino na história, que será disputado na Argentina. A competição, que seguirá até o dia 16, ainda conta com a participação da seleção argentina, dos Estados Unidos, Irlanda, Itália e Reino Unidos. A competição terá a organização da Associação Argentina de Polo. 

O Mundial feminino de polo será disputado em duas fases. Na primeira, as seis seleções serão divididas em dois grupos de três equipes e se enfrentam dentro da chave. Após as partidas, as duas primeiras colocadas avançam para a semifinal e as vencedoras se enfrentam na decisão no dia 16. 

"O polo feminino está em constante crescimento. É um esporte onde a mulher foi de espectadora para protagonista. Para a AAP (Associação Argentina de Polo), instituição que briga pela igualdade e inclusão no esporte, é uma honra e um orgulho que as primeiras partidas do Mundial sejam jogadas nos campos de Palermo", disse o presidente Delfín Uranga.

Relação histórica

A relação da Argentina e dos campos de Palermo com o polo é de mais de três décadas. Em 1987, o primeiro Mundial de Polo masculino foi disputado no país da América do Sul, nos mesmos campos em que se jogará o torneio feminino de 2022, e os donos da casa se sagraram campeão. 

Tudo o que sabemos sobre:
Brasil [América do Sul]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.