Brasil é, de novo, campeão do Sul-Americano de atletismo

O Brasil mais uma vez conquistou o título de campeão do Campeonato Sul-Americano de Atletismo, disputado na cidade de Tunja, na Colômbia. A vitória simbólica foi assegurada neste domingo, quando os atletas brasileiros garantiram 498 pontos na classificação, uma vantagem de 181 pontos sobre os colombianos, que ficaram em segundo lugar. A vitória foi garantida graças ao sucesso do desempenho dos brasileiros nas provas do dia. No salto em distância, vitória de Maurren Maggi com boa marca (6,86 m), mesmo que conseguida com vento a favor superior a 2 m/s. Sem vento a favor, seu melhor salto foi de 6,68 m. No arremesso do peso e no lançamento do disco feminino, mais uma vez os títulos foram pra Elisângela Adriano. Venceram também Jessé Farias de Lima, no salto em altura, com 2,28 m (chegou perto de seu recorde brasileiro, que é 2,30 m), e Rogério Bispo, no salto em distância masculino, com 8,32 m (vento superior a 2 m/s). Seu melhor salto com vento normal foi 8,11 m. Os medalhistas das provas deste domingo foram: 20.000 m marcha feminino: 1.º - Yadira Guamán (Equador), 1h46min06s7; 2.º - Luz Leydi Villamarín (Colômbia), 1h46min40s3; e 3.º - Magaly Andrade (Equador), 1h46min40s4. Lançamento do disco feminino: 1.º - Elisângela Adriano (Brasil), 56,18 m; 2.º - Luz Dary Castro (Colômbia), 48,88 m; e 3.º - Karen Gallardo (Chile), 48,75 m. 1.500 m feminino: 1.º - Juliana Azevedo (Brasil), 4min33s74; 2.º - Ana Joaquina Rondón (Colômbia), 4min37s03; e 3.º - Muriel Coneo (Colômbia), 4min55s24. 1.500 m: 1.º - Hudson de Souza (Brasil), 3min46s98; 2.º - Fredy Espinoza (Colômbia), 3min50s82; e 3.º - Bayron Piedra (Equador), 3min54s48. Salto triplo: 1.º - Hugo Chila (Equador), 16,68 m; 2.º - Thiago Carahyba (Brasil), 16,57 m; e 3.º - Jhon Murillo (Colômbia), 16,36 m. Arremesso do peso feminino: 1.º - Elisângela Adriano (Brasil), 17,37 m; 2.º - Andrea Pereira (Brasil), 16,27 m; e 3.º - Luz Dary Castro (Colômbia), 16,26 m. 200 m: 1.º - Basilio de Moraes Júnior (Brasil), 20s70; 2.º - Daniel Grueso (Colômbia), 20s99; e 3.º - Heber Viera (Uruguai), 21s10. 200 m feminino: 1.º - Rosemar Coelho Neto (Brasil), 23s44; 2.º - Darlenis Obregón, (Colômbia), 23s58; e 3.º - Wanda Ferreira Gomes (Brasil), 23s76. 3.000 m com obstáculos feminino: 1.º - Bertha Sánchez (Colômbia), 10min48; 2.º - Zenaide Vieira (Brasil), 10min56; e 3.º - Michelle Barreto de Costa (Brasil), 11min34. Heptatlo feminino: 1.º - Elizete Marques da Silva (Brasil), 5.612 pontos; 2.º - Jailma Sales de Lima (Brasil), 5.348; e 3.º - Andrea Bordalejo (Argentina), 5.015. 20.000 m marcha: 1.º - Gustavo Restrepo (Colômbia), 1h28min12s0; 2.º - Xavier Moreno (Equador), 1h29min50s2; e 3.º - Patricio Ortega (Equador), 1h35min29s1. Lançamento do dardo feminino: 1.º - Alessandra Resende (Brasil), 58,11 m; 2.º - Zuleima Aremandiz (Colômbia), 55,60 m; e 3.º - Sabina Moya (Colômbia), 54,52 m. 400 m com barreiras: 1.º - Tiago Bueno (Brasil), 49s96; 2.º - Luis Montenegro (Chile), 50s16; e 3.º - Rafael Fernandes (Brasil), 50s49. 400 m com barreiras feminino: 1.º - Lucimar Teodoro (Brasil), 58s16; 2.º - Perla dos Santos (Brasil), 58s40; e 3.º - Lucy Jaramilla (Equador), 58s93. Salto em altura: 1.º - Jessé Farias de Lima (Brasil), 2,28 m; 2.º - Gilmar Mayo (Colômbia), 2,20 m; e 3.º - Santiago Guerzi (Argentina), 2,13 m. Salto em distância feminino: 1.º - Maureen Maggi (Brasil), 6,86 m; 2.º - Caterine Ibarguen (Colômbia), 6,51 m; e 3.º - Fernanda Gonçalves (Brasil), 6,36 m. 4 x 100 m feminino: 1.º - Brasil, 44s72; 2.º - Colômbia, 44s78; e 3.º - Equador, 47s47. 4 x 100 m masculino: 1.º - Brasil, 39s03; 2.º - Colômbia, 40s17; e 3.º - Argentina, 40s47. Decatlo: 1.º - Carlos Eduardo Chinin (Brasil), 7.208 pontos; 2.º - Erik Kerwitz (Argentina), 7.188; e 3.º - Enrique Aguirre (Argentina), 6.683. 3.000 m com obstáculos: 1.º - Sergio Lobos (Chile), 9min15s42; 2.º - Diego Moreno (Peru), 9min21s28; 3.º - Gladson Barbosa (Brasil), 9min22s51. 800 m feminino: 1.º - Christiane Ritz dos Santos (Brasil), 2min10s15; 2.º - Muriel Córneo (Colômbia), 2min14s13; e 3.º - Diana Armas (Equador), 2min18s67. 800 m: 1.º - Fabiano Peçanha (Brasil), 1min49s55; 2.º - Hudson de Souza (Brasil), 1min49s97; e 3.º - John Chávez (Colômbia), 1min51s81. Salto em altura feminino: 1.º - Caterine Ibarguen (Colômbia), 1,90 m; 2.º - Solange Witteveen (Argentina), 1,82 m; e 3.º - Eliana Renata da Silva (Brasil), 1,82 m. 5.000 m feminino: 1.º - Bertha Sánchez (Colômbia), 17min16s39; 2.º - Ana Joaquina Rondón (Colômbia), 17min17s11; 3.º - Rosa Apaza Ramírez (Bolívia), 17min18s31. Lançamento do dardo masculino: 1.º - Noraldo Palacios (Colômbia), 79,09 m; 2.º - Víctor Fatecha (Paraguai), 76,79 m; e 3.º - João Carlos Soares (Brasil), 75,26 m. Salto em distância masculino: 1.º - Rogério Bispo (Brasil), 8,32 m; 2.º - Louis Tristán (Peru), 8,09 m; 3.º - Rodrigo Araújo (Brasil), 8,05 m. Arremesso do peso: 1.º - Germán Luján (Argentina), 18,97 m; 2.º - Marco Antonio Verni (Chile), 18,62 m; e 3.º - Marcelo Moreira (Brasil), 17,18. 5.000 m: 1.º - Juan Diego Contreras (Peru), 14min59s06; 2.º - Bayron Piedra (Equador), 15min00s00; e 3.º - Eduardo Arequipa (Bolívia), 15min00s70. 4 x 400 m feminino: 1.º - Brasil, 3min32s56; 2.º - Colômbia, 3min37s12; e 3.º - Equador, 3min47s58. 4 x 400 m masculino: 1.º - Brasil, 3min03s05; 2.º - Colômbia, 3min06s49; e 3.º - Venezuela, 3min10s43. Classificação final por país: 1.º - Brasil, 498 pontos; 2.º - Colômbia, 317; 3.º - Argentina, 152; 4.º - Equador, 116; 5.º - Chile, 67; 6.º - Peru, 28; 7.º - Venezuela, 17; 8.º - Paraguai, 14; 9.º - Bolívia, 7; e 10.º - Uruguai, 4. Obs.: Em negrito os atletas brasileiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.