Brasil é eliminado no revezamento 4x100 metros

O Brasil foi eliminado nesta sexta-feira da disputa do revezamento 4x100 metros no Mundial de Atletismo, que está sendo disputado em Berlim. O quarteto brasileiro teve um desempenho ruim na primeira bateria classificatória para a final e terminou a série apenas na quarta colocação, atrás de Trinidad e Tobago, Japão e França, que se classificaram para a disputa de medalha. O Brasil foi prata em 2003 e bronze em 1999 na prova no Mundial de Atletismo.

AE, Agencia Estado

21 de agosto de 2009 | 16h19

Representado por Vicente de Lima, Sandro Viana, Basílio de Moraes e José Carlos Moreira, o revezamento brasileiro concluiu a prova em 38s72, melhor marca do País em 2009. O tempo deixou o País com o nono melhor tempo das eliminatórias.

O escândalo de doping divulgado no início do mês pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) atrapalhou a preparação do revezamento brasileiro. A equipe, que foi quarta colocada na Olimpíada de Pequim, em 2008, perdeu o técnico Jayme Netto Júnior, que confessou ter sido conivente com a aplicação do hormônio eritropoietina (EPO) em cinco atletas, e também ficou sem dois de seus integrantes (Bruno Lins e Jorge Célio Sena, ambos envolvidos no mesmo escândalo).

O revezamento dos Estados Unidos, representado por Terrence Trammell, Michael Rodgers, Shawn Crawford e Darvis Patton, registrou o melhor tempo, com 37s97 das baterias. A Jamaica, sem o astro Usain Bolt, ficou em segundo lugar na sua série, atrás da Itália, e com apenas o sétimo melhor tempo (38s60), ao lado do revezamento canadense.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoMundial4x100 metrosBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.