Brasil é tri mundial ao vencer a Itália

Superioridade técnica brasileira foi evidente na vitória fácil por 5 a 3

Marselha, O Estadao de S.Paulo

28 de julho de 2008 | 00h00

Fazendo embaixadinhas, Benjamin carrega a bola desde a defesa até tocar pelo alto para Buru, que, sem deixar a bola cair, cruza de primeira para Sidney marcar de cabeça. Essa descrição literal do quarto gol brasileiro da vitória por 5 a 3 sobre a Itália, na praia de Notre Dame, em Marselha, mostra bem a imensa superioridade técnica do jogador brasileiro de futebol de areia sobre seus adversários. E foi ela que levou a seleção brasileira a conquistar ontem, na decisão contra a Itália, seu tricampeonato da Copa do Mundo, em sua 73ª partida invicta. Desde que a competição passou a ser organizada pela Federação Internacional de Futebol (Fifa), em 2005, a única vez em que os brasileiros perderam foi em 2005, quando ficou em 3º lugar e a França foi campeã, no Rio de Janeiro. A decisão contra a Itália foi mais fácil para o Brasil do que a partida da semifinal, quando, no sábado, a seleção suou muito para vencer Portugal por 5 a 4 - os portugueses terminaram em 3º, ao bater a Espanha por 5 a 4.Os gols brasileiros na final foram marcados por Bruno (2), Sidney (2) e André. Os italianos descontaram com Palmacci, Pasquali e Maradona Júnior, o filho não reconhecido de Diego Maradona. A decisão contra a Itália foi a 313ª partida da história da seleção brasileira em seus 15 anos de existência e a sua 302ª vitória. Ela marcou a despedida de Júnior Negão das areias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.