Brasil é vice-campeão mundial por equipes no judô

O Brasil ficou com a medalha de prata no Mundial por Equipes de Judô, neste domingo, em Paris. Na decisão do primeiro lugar, Leandro Cunha, Bruno Mendonça, Leandro Guilheiro, Tiago Camilo e Rafael Silva perderam, por 3 a 2 na série melhor-de-cinco lutas, para os anfitriões franceses, que tiveram o reforço do pentacampeão mundial pesado Teddy Riner.

WILSON BALDINI JR., Agência Estado

28 de agosto de 2011 | 13h27

Os donos da casa, contudo, sofreram para chegar ao título. Chegaram a abrir 2 a 0, com as derrotas de Leandro Cunha e Bruno Mendonça, e pareciam encaminhar a medalha de ouro com facilidade. Contudo, Leandro Guilheiro e Tiago Camilo empataram o placar ao vencerem na decisão dos juízes. Antes da vitória, Camilo buscou o empate em sua luta com um ponto a 1 segundo do final.

Na finalíssima, Rafael Silva não se intimidou diante de Teddy Riner, um dos maiores ídolos da França na atualidade. Empatou nos cinco minutos de luta e só foi perder por yuko no golden score. Completando o pódio masculino, Coreia do Sul e Japão ficaram com o bronze.

É a quinta medalha brasileira em Mundiais por Equipe. O País foi prata na Bielo-Rússia/1998 e Turquia/2010, e bronze na China/2007 e Tóquio/2008.

O Usbequistão foi o primeiro adversário dos brasileiros. Leandro Cunha, Bruno Mendonça, Flávio Canto, Tiago Camilo e Rafael Silva não tiveram problemas e passaram com fáceis 5 a 0. Leandro Cunha foi o destaque, ao derrotar Rishod Sobirov, apontado como o melhor judoca da atualidade.

Na segunda rodada foi a vez de o time brasileiro, formado por Leandro Cunha, Bruno Mendonça, Flávio Canto, Hugo Pessanha e Daniel Hernandes, superar os chineses. Foram mais cinco triunfos consecutivos.

Na semifinal, a equipe formada por Leandro Cunha, Bruno Mendonça, Leandro Guilheiro, Tiago Camilo e Rafael Silva derrotou de forma espetacular a Coreia do Sul na semifinal por 3 a 2. Leandro Cunha e Tiago Camilo venceram suas lutas. Leandro Guilheiro e Bruno Mendonça perderam. A decisão ficou com o pesado Rafael Silva, que conseguiu uma dramática vitória no golden score, após empate nos cinco minutos de luta.

No feminino, as brasileiras foram eliminadas logo na primeira rodada. Diante das francesas, apenas Érika Miranda obteve vitória. Maria Portela, Mariana Silva, Rafael Silva e Mayra Aguiar perderam. O ouro também ficou com a França, a prata com o Japão, enquanto Alemanha e Cuba ganharam bronze.

Tudo o que sabemos sobre:
judôMundial de ParisBrasilequipes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.