Brasil em 10º no nado sincronizado

A equipe brasileira de nado sincronizado ficou com a décima posição da rotina técnica nesta terça-feira, no Mundial de Desportos Aquáticos de Fukuoka, no Japão. O grupo formado por Beatriz e Juliana Leite, Ticiana Cremona, Marina Pazikas, Camile Oliveira, Carolina e Isabela de Moraes e Fernanda Monteiro realizou a prova ao som de uma música portuguesa composta para teatro e somou 88.733 pontos. As russas conseguiram 98.267 pontos e começaram uma luta pelo ouro com as japonesas, que somaram 97.867.No solo, a brasileira Fernanda Monteiro não passou à final por um décimo de ponto. Após a soma das rotinas técnica e livre, Fernanda terminou na 13ª colocação, atrás da suíça Belina Schmid. Há quatro anos, No último Mundial, realizado em Perth, na Austrália, Fernanda havia sido a 18ª. "A ordem de entrada na competição influiu muito. Fui a primeira em 30. Esperava notas mais altas, principalmente em impressão artística", disse a brasileira.A russa Olga Brusnikina ganhou três notas 10 na rotina livre, somando 99.174, e é a favorita na final de quinta-feira. Sua principal adversária é a francesa Virginie Dedieu, que foi segunda nesta terça. Quinta-feira, as Seleções Brasileiras de Pólo Aquático terão fortes adversários pela frente. As moças pegam as russas e o time masculino enfrenta a equipe italiana, vice-campeã européia deste ano e ex-campeã olímpica. Os italianos ficaram em quinto lugar no Mundial, em Perth/98. "A chave do Brasil é dificílima. Estamos com Itália, Iugoslávia e Eslováquia, todas muito fortes. Trabalhamos muito, treinamos e fizemos tudo o que era possível fazer. Agora é jogar", disse o técnico Carlos Carvalho, o Carlinhos, da equipe masculina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.