Brasil encerra etapa chinesa da vela sem nenhuma medalha

Brasil encerra etapa chinesa da vela sem nenhuma medalha

Mesmo com Bruno Fontes na medal race, sem Robert Scheidt, Brasil fica apenas com a sétima posição na classe Laser

Estadão Conteúdo

18 de outubro de 2014 | 13h53

O Brasil terminou sem medalhas a etapa da China, usualmente a mais esvaziada da Copa do Mundo de Vela. A competição terminou neste sábado com Bruno Fontes como melhor brasileiro. O catarinense até foi até a medal race, mas acabou apenas no sétimo lugar da classe Laser. Robert Scheidt não competiu.

Apesar da presença de poucos barcos em Qingdao na comparação com as demais etapas, a Laser tave todos seus principais nomes. Vitória do croata Tonci Stipanovic, prata para o cipriota Pavlos Kontides e bronze para o australiano Tom Burton. Com Scheidt, eles formam o top4 do ranking mundial - Bruno Fontes é o sexto.

Na classe 470 Masculina, Henrique Haddad e Bruno Bethlem ficaram em sétimo, mas apenas oito barcos não-chineses participaram. Na 470 Feminina, por exemplo, apenas uma dupla japonesa competiu contra as chinesas. Na RS:X, somando masculino e feminino, entre 66 inscritos, apenas cinco atletas que não de China ou Hong Kong. Outras quatro classes não tiveram número mínimo de competidores.

Tudo o que sabemos sobre:
velaBruno Fontesclasse Laser

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.