Brasil estréia amanhã na Liga Mundial

Após um ciclo olímpico vitorioso sob o comando do técnico Bernardinho, a seleção brasileira masculina de vôlei começa neste sábado a caminhada rumo aos Jogos de Pequim/2008. Com novas peças substituindo Maurício, Giovane e Nalbert, a equipe joga em Caracas na estréia da Liga Mundial, às 16 horas (de Brasília, com transmissão da SporTV), diante da Venezuela. Por ser o começo do trabalho e diante da reformulação forçada com as saídas de Maurício, Giovane e Nalbert da seleção, Bernardinho pede paciência aos torcedores. Mesmo porque, ele ficou sem dois titulares nesse confronto com a Venezuela - as duas equipes voltam a jogar domingo, também em Caracas.Gustavo foi poupado, após conquistar o título italiano pelo Treviso, e só começa a treinar na segunda-feira. E Giba ainda se recupera de uma virose."Será um início difícil. O time sofreu mudanças e precisaremos de tempo para nos acertar. Seremos cobrados para obtermos os resultados. O torcedor vai fazer isso, mas peço paciência", afirmou Bernardinho. "Infelizmente, as ausências do Giba e Gustavo fizeram com que as mudanças ocorressem mais rapidamente, o que não é o ideal." Para a estréia deste sábado, Bernardinho optou por Murilo para substituir Giba. Já a vaga de Gustavo está sendo disputada por Henrique e André Heller, mas o treinador já evidenciou sua preferência pelo segundo. Os demais integrantes do time titular são Dante, Rodrigão, André Nascimento e Ricardinho, além do líbero Escadinha.Como todas as seleções estão em início de preparação, Bernardinho revelou que só com o decorrer do primeiro set é que poderá saber o nível técnico atual dos venezuelanos, porque eles trocaram de treinador e contrataram o cubano Eliseo Ramos. Já o novo capitão da seleção, o levantador Ricardinho, lembrou que o duelo com a Venezuela será complicado. ?Estréia já é sempre difícil e contra eles não vai ser diferente. Mas o Brasil tem que entrar em quadra e impor seu jogo", explicou o jogador, lembrando que foram os venezuelanos que venceram os brasileiros na semifinal do Pan de 2003, em São Domingos, na República Dominicana.Além de Brasil e Venezuela, o grupo A tem Portugal e Japão. Só o primeiro colocado de cada uma das 3 chaves vai para a fase final, que será disputada na Sérvia - país garantido na decisão do título por ser a sede.No grupo B estão Itália, Cuba, Bulgária e França. E no C jogam Sérvia e Montenegro, Grécia, Argentina e Polônia.Em 15 anos de Liga Mundial, a seleção italiana é a maior vencedora, com um total de oito títulos. O Brasil está em segundo lugar nesse ranking, com quatro conquistas, sendo que levou as duas últimas edições, em 2003 e 2004. Depois aparecem Rússia, Cuba e Holanda, com um cada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.