Brasil estreia com vitória sofrida sobre a Argentina

Mesmo sem Giba, seleção começa bem a partida, mas sofre queda e derrota os argentinos apenas no tie-break

, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2010 | 00h00

CÓRDOBA

A seleção brasileira masculina de vôlei teve muito mais dificuldade do que imaginava, ontem, em sua estreia na fase final da Liga Mundial, em Córdoba, na Argentina, contra os donos da casa. Só conseguiu a vitória no tie-break (25/17, 23/25, 25/20, 19/25 e 15/10) e soma agora 2 pontos.

Bernardinho preferiu poupar Giba, que se recupera de uma bursite. O Brasil iniciou o confronto com ampla superioridade - e realmente a diferença entre os dois é grande. A Argentina, aliás, havia tido fraco desempenho na fase de classificação e só está nas finais por ser a sede da competição. O triunfo no primeiro set foi com tranquilidade. Mas depois as coisas se complicaram e o final do jogo acabou sendo bastante equilibrado.

Hoje, o time vai ter de esquecer seu lado "benfeitor", às 21 horas (de Brasília), no confronto contra a Sérvia. Em jogo na partida, uma vaga para as semifinais da competição.

A Sérvia tem uma dívida de gratidão para com o Brasil nesta edição da Liga. Na fase de classificação, apenas o melhor segundo colocado nas quatro chaves garantiria participação na fase final e a equipe sérvia só conseguiu sua vaga com a ajuda da seleção de Bernardinho, que ganhou seus dois jogos contra a Bulgária na casa do adversário.

As duas equipes se reencontram depois de terem protagonizado a decisão do ano passado, na qual o Brasil saiu vitorioso - foi o oitavo título. A base da Sérvia é quase a mesma, exceção de dois atletas: Miljkovic e Grbic. "É um time bom no bloqueio, na parte defensiva, e com boa qualidade técnica. Além disso, tem um bom controle de bola. O jogo da Sérvia se assemelha ao do Brasil", explica o assistente-técnico da seleção, Rubinho.

O treinador sérvio, Igor Kolakovic, fez análise do confronto. "Nossa equipe é jovem e vamos enfrentar o melhor time do mundo. Por isso, achamos que nosso jogo mais importante nessa fase será contra a Argentina. Será nesta partida que vamos decidir a classificação para a semifinal", comentou. "Acredito que a final será entre Brasil e Rússia. Ou Brasil e Itália."

Outro tie-break. Itália e Rússia fizeram duelo equilibrado na partida de abertura da fase final da Liga com vitória para os russo s por 3 sets a 2 (25/14, 22/25, 26/24,25/23 e 15/7).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.