Brasil faz 4 a 2 na Itália e termina a primeira fase na liderança do Grupo A

O time de Neymar e cia enfrentará o segundo colocado da outra chave na próxima quarta-feira

GABRIEL MELLONI, Agência Estado

22 de junho de 2013 | 18h09

SÃO PAULO - Desacreditada antes da

O gol animou o Brasil, que voltou para o segundo tempo com tudo. Antes do primeiro minuto, Oscar tabelou com Fred, mas não dominou bem e bateu fraco. Aos 4, Marcelo cobrou falta pela esquerda e Fred, meio sem jeito, desviou por cima, mas a arbitragem já paralisava, marcando impedimento.

Apesar do melhor momento brasileiro, foi a Itália que marcou, e logo na sequência. Buffon cobrou o impedimento, Maggio desviou de cabeça e Balotelli deu lindo toque de calcanhar para Giaccherini. O jogador aproveitou a falha da marcação, invadiu a área pela direita e bateu firme, cruzado, sem chance para Julio Cesar.

Mal deu tempo para a Itália comemorar e três minutos depois o Brasil voltou a ficar à frente. Neymar arrancou pelo lado esquerdo e foi derrubado por Maggio quase na entrada da área. Ele mesmo bateu falta, no ângulo esquerdo de Buffon, que sequer pulou na bola.

A superioridade do Brasil era evidente e foi traduzida no placar aos 21 minutos. Marcelo deu lindo lançamento do campo de defesa para Fred, que dominou bem entre os zagueiros, protegeu contra a chegada de Chiellini e bateu firme, no alto, sem chances para Buffon, fazendo o terceiro.

Mas não demorou para a Itália diminuir, em lance muito confuso. Candreva bateu escanteio pela direita, Balotelli conseguiu o domínio e, puxado por Luiz Gustavo, caiu. O árbitro apitou o pênalti, mas o lance seguiu e a bola foi ajeitada para Chiellini, que bateu e marcou. O usbeque Ravshan Irmatov, então, voltou atrás e validou o gol. Tudo isso aos 26 minutos.

E a Itália ainda teve uma grande oportunidade de empatar, aos 34 minutos, novamente após cobrança de escanteio. A zaga brasileira falhou e Maggio subiu sozinho, quase na pequena área, mas parou no travessão. Apesar das tentativas italianas, quem marcou foi o Brasil. Aos 42, Bernard rolou para Marcelo, que bateu. Buffon espalmou, mas Fred, em posição duvidosa, selou o placar.

FICHA TÉCNICA

ITÁLIA 2 x 4 BRASIL

ITÁLIA - Buffon; Abate (Maggio), Bonucci, Chiellini e De Sciglio; Candreva, Montolivo (Giaccherini), Marchisio, Aquilani e Diamanti (El Shaarawy); Balotelli. Técnico: Cesare Prandelli.

BRASIL - Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz (Dante) e Marcelo; Luiz Gustavo, Hernanes e Oscar; Hulk (Fernando), Neymar (Bernard) e Fred. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GOLS - Dante, aos 45 minutos do primeiro tempo; Giaccherini, aos 6, Neymar, aos 9, Fred, aos 21 e aos 42, e Chiellini, aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marchisio (Itália); David Luiz, Neymar e Luiz Gustavo (Brasil).

ÁRBITRO - Ravshan Irmatov (Fifa/Usbequistão).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 48.874 pagantes.

LOCAL - Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.