Maximiliano Blanco/CBC
Maximiliano Blanco/CBC

Brasil faz história no Pan de Mountain Bike com ouro no masculino e feminino

Raiza Goulão e Luiz Henrique Cocuzzi são campeões; Henrique Avancini chega em sétimo

Estadao Conteudo

09 de abril de 2018 | 16h14

O Brasil fez uma dobradinha no Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike, que foi realizado no último domingo, na Colômbia, e obteve um resultado histórico. Luiz Henrique Cocuzzi, na elite masculina, e Raiza Goulão, na elite feminina ganharam a medalha de ouro em suas provas pedalando em um percurso bastante desafiador.

+ Henrique Avancini obtém resultado inédito no mountain bike

"Os atletas brasileiros representaram muito bem o nosso País. Estamos vivendo o crescimento de uma geração muito forte e promissora, desde as categorias de base até a elite. São atletas talentosos que ainda terão um grande futuro pela frente com muitos resultados positivos para o Brasil", comentou Carlos Polazzo, técnico da seleção.

Raiza Goulão, que atualmente ocupa a 12.ª posição no ranking mundial, dominou a corrida de ponta a ponta e marcou o tempo de 1h26min50s. No ano passado, ela havia obtido a quinta colocação e em 2016 bateu na trave com a medalha de prata. Desta vez, ganhou o ouro pela primeira vez na competição. A norte-americana Chloe Woodruff ficou em segundo e a mexicana Daniela Campuzano foi terceiro. Já a brasileira Leticia Candido completou a prova na 20.ª colocação.

"Foi uma prova incrível. Eu acho que essa foi a primeira competição que consegui aplicar 100% da estratégia que havia definido. Estava muito concentrada e apesar do forte ritmo, conseguia me poupar a cada volta, as sensações eram ótimas. Depois de uma sequência de Copa do Mundo e Cape Epic, conquistar o primeiro título Pan-Americano na Elite me motiva cada vez mais a seguir forte e focada na classificação do Brasil para os Jogos de Tóquio", comentou Raiza Goulão.

No masculino, Luiz Henrique Cocuzzi assumiu a liderança da prova na quarta de seis voltas e manteve um ritmo bastante forte. Ele não deu chance para os rivais e fechou a prova em 1h24min50s, à frente de Carlos Herrera, da Costa Rica, e do argentino Catriel Soto. Entre os brasileiros, Guilherme Muller ficou na quarta colocação, Henrique Avancini foi sétimo lugar, Rubens Donizete chegou em nono e Gabriel Marques, em 15.º.

"Cruzar a linha de chegada de um Pan em primeiro, ainda mais na Elite, é uma sensação de felicidade incrível. Eu já havia conseguido medalha na categoria Sub-23, mas esse é o meu primeiro título pan-americano no XCO. Compartilho esse título com toda minha família, amigos, torcedores, e agradeço a oportunidade de estar representando a seleção", afirmou Luiz Henrique Cocuzzi.

Henrique Avancini, atual sexto colocado no ranking mundial, o resultado foi abaixo do esperado. "Esse ano decidi arriscar uma nova estratégia, encaixando um bloco forte de treino entre o Cape Epic e o Pan-Americano, estava me sentindo bem, mas o circuito era mais duro do que eu esperava, bastante lento, então acabei sentindo um pouco. Mas para o Brasil foi uma ótima edição, com um feito inédito", explicou o ciclista da equipe Cannondale Factory Racing.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismo [esporte]Mountain Bike

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.