Brasil fecha Mundial com 5 medalhas

O nadador Thiago Pereira se transformou no principal nome da equipe brasileira na 7ª edição do Mundial de Piscina Curta (25m), que terminou nesta segunda-feira em Indianápolis, nos Estados Unidos. Thiago foi bronze na prova de 100 metros medley com o tempo de 53s75 e chegou à sua quarta medalha na competição. Antes do bronze no último dia de competições, ele já havia sido ouro na prova dos 200m medley, prata no revezamento 4x100 e bronze no revezamento 4x200. O Brasil fechou sua participação no Mundial com cinco medalhas - a outra individual veio com Nicholas dos Santos nos 50m livre - na sexta posição na classificação geral. No Mundial anterior, em Moscou, em 2002, o País conquistou duas medalhas. Os Estados Unidos foram os grandes ganhadores com um total de 41 medalhas - 21 ouro, 9 prata e 11 bronze. A Austrália terminou em segundo com 29 (7 ouro, 15 prata e 7 bronze) e a Grã-Bretanha em terceiro, com 5 medalhas (2 ouro e 3 de prata). Ao final da prova, Thiago Pereira demonstrava estar muito feliz. Em entrevista ao Sportv, ele considerava ter superado as suas próprias expectativas. ?Eu imaginava que seria muito dificil ganhar dos dois (Peter Mankoc e Thomas Rupprath, que chegaram em 1º e 2º). Eu sabia que eles iriam dar muito trabalho mesmo. Mas eu estou muito feliz?, disse.A nadadora Flávia Delaroli também estava satisfeita. Ela terminou em quarto lugar a prova dos 50 metros livre. Com o tempo de 24s65 - empatada com a panamenha Eileen Coparropa - a brasileira quebrou o recorde sul-americano da distância. ?Em termos físicos eu não estava bem, mas queria muito nadar bem a minha última prova do ano. Foi na base da motivação, mesmo?, disse ela, que ficou a dois centésimos do pódio. ?Acho que a equipe do Brasil está de parabéns, conseguiu ótimos resultados neste mundial?, acrescentou ela.Outro que chegou muito perto foi Eduardo Fischer. Ele ficou em quarto na final dos 50 metros peito, com o tempo de 27s38 e ficou a 10 centésimos da medalha de bronze. A prova foi vencida pelo norte-americano Brendan Hansen, que cravou 26s86.REVEZAMENTO - O revezamento 4x100 medley do Brasil terminou em quarto lugar a última do prova do Mundial. A equipe - formada por Guilherme Guido, Eduardo Fischer Kaio Márcio e César Cielo - fechou a prova com o tempo de 3min.33s02. A prova foi vencida pela equipe dos Estados Unidos, que marcou o tempo de 3:25.09 e quebrou o recorde mundial da distância. A Austrália foi segundo (3:29.72) e a Rússia terminou em terceiro (3:32.11).César Cielo e Nicholas dos Santos foram sexto e oitavo, respectivamente, na prova de 100 metros livre. Fabiola Molina terminou em sexto nos 50 metros/costas e Lucas Salatta fechou em oitavo nos 200 metros costas. Nesta prova, aliás, o norte-americano Aaron Piersol quebrou o recorde mundial - com o tempo de 1min.50s.52.HANSON - A nadadora australiana Brooke Hanson foi o grande nome da natação feminina neste Mundial. Ela conquistou nada menos que seis medalhas de ouro - cinco delas, em provas individuais. A última veio nesta segunda-feira, ao vencer a prova dos 200 metros peito com o tempo de 2min.21s.68.

Agencia Estado,

11 de outubro de 2004 | 23h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.