Tony Gentile/Reuters
Tony Gentile/Reuters

Brasil fica em 11.º lugar na final do nado sincronizado

Rússia foi a campeã no Mundial de Esportes Aquáticos, com a Espanha em segundo lugar e a China em terceiro

Agencia Estado

19 de julho de 2009 | 11h00

A equipe brasileira de nado sincronizado conquistou, neste domingo a 11.ª colocação no Mundial de Esportes Aquáticos, que está sendo disputado em Roma, na Itália. Ao som de Restless Wind, uma música indiana, o Brasil se manteve na 11.ª colocação, com 86.833 pontos, a mesma pontuação do dia anterior.

Veja também:

linkMaratona aquática sofre nova mudança de programação

A Rússia, sempre imbatível, fez 98.833 pontos e ficou com a medalha de ouro da competição. Espanha, com 97.833 pontos, e China, com 96.667, conquistaram as medalhas de prata e bronze, respectivamente.

"Este início foi muito empolgante para nós. Nossa equipe tem gente nova e ser finalista no Mundial está sendo importante para fortalecer o grupo. Ganhamos confiança. Acho que nossa coreografia livre pode conseguir notas e colocações mais altas", disse Branca Feres.

A equipe brasileira em Roma foi composta por Joseane Costa, Beatriz e Branca Feres, Michelle Frota, Lorena Molinos, Pamela Nogueira, Glaucia Souza e Giovana Stephan. Elas são orientadas pelas técnicas Maura Xavier e Magali Cremona.

O nado sincronizado do Brasil volta a competir na próxima terça-feira com a rotina livre combinada - uma coreografia que reúne elementos de solo, dueto e equipe. O tema será 'O melhor do Faroeste'.

Na sexta, as brasileiras encerram a competição do nado sincronizado em Roma com a clássica prova por equipe ou programa longo. Nesta rotina, o Brasil fará uma homenagem aos 100 anos da imigração japonesa no País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.