Brasil fica fora da luta por medalhas no Mundial de Judô

Durou epans duas horas e dez minutos a participação brasileira no penúltimo dia do Mundial de Judô, em Paris. Os cinco representantes brasileiros foram eliminados antes das quartas de final neste sábado e por isso estão fora da briga por medalhas.

WILSON BALDINI JR., Agência Estado

27 de agosto de 2011 | 07h49

Desta forma, o Brasil termina com cinco medalhas conquistadas. É a melhor participação nacional em mundiais no número de medalhas. As mulheres ficaram na frente dos homens com três medalhas: a leve Rafaela Silva, a meio-pesado Mayra Aguiar (ambas prata) e a ligeiro Sarah Menezes (bronze). Entre os homens, apenas o meio-médio Leandro Guilheiro e o médio Tiago Camilo subiram ao pódio e ficaram com o bronze.

Neste sábado, o pesado (acima de 100 quilos) Daniel Hernandes ficou apenas 1min43 em pé diante do francês Teddy Riner. Na mesma categoria, Rafael Silva venceu o lituano Marius Paskevicius, com ippon seoi nague, mas acabou eliminado pelo francês Matthieu Bataille, com ippon, 1min40 de luta.

Entre os meio-pesados, Luciano Corrêa decepcionou ao perder no primeiro combate. Ele foi desclassificado depois de cometer quatro faltas frente ao georgiano Irakli Tsirekidze. O outro representante brasileiro na categoria até 100 quilos foi Leonardo Leite. O carioca venceu as duas primeiras lutas por ippon, mas perdeu para o egípcio Ramadan Darwish também por ippon.

No feminino, só esteve no tatame a pesado (mais de 78 quilos) Maria Suellen. Ela foi eliminada por yuko (duas punições) pela cubana Idalys Ortiz.

O Brasil volta a lutar domingo quando haverá o Mundial por equipes. As lutas começam às 4h30 de Brasília. Cinco atletas vão fazer parte do time nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
judôMundial de Judô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.