Brasil ganha da China no Grand Prix

A seleção brasileira feminina de vôlei derrotou a China por 3 sets a 1 (25/22, 17/25, 26/24 e 25/18), nesta sexta-feira, pela quarta rodada do Grand Prix, disputado na Itália. Agora, o Brasil jogará contra a Coréia, sábado (às 13 horas, no horário de Brasília), e com uma vitória garante vaga na fase final do torneio. O time comandado pelo técnico Marco Aurélio Motta segue na segunda posição do grupo B, com sete pontos. A líder é a China e depois, vêm Rússia e Coréia. Apenas as três primeiras colocadas avançam para a fase final.As brasileiras se vingaram das chinesas, principalmente por causa do Campeonato Mundial do ano passado, na Alemanha, quando nas quartas-de-final a China perdeu propositalmente uma partida para pegar adversário mais fraco na semifinal - de quebra, prejudicou o Brasil, que ficou em sétimo lugar no torneio.A líbero Fabi desabafou: "Jogamos muito bem desde o início da partida, mas o mais importante foi o sentimento de garra e união da equipe dentro de quadra. A entrada da Karin foi fundamental no aspecto de volume de jogo e bloqueio. Estávamos entaladas com as chinesas há muito tempo e podemos dizer que estamos vingadas, já que desde que o Marco Aurélio assumiu o comando da seleção não havíamos vencido esse adversário." Mas a jogadora brasileira já quer esquecer o passado: "Demos um grande passo rumo a classificação, mas temos de manter em primeiro lugar os pés no chão e, acima de tudo, concentração para enfrentarmos as coreanas." Ainda no grupo B, o Canadá perdeu da Rússia por 3 a 0 (17/25, 17/25, 14/25) e a Coréia ganhou da Tailândia por 3 a 0 (25/21, 25/13, 25/10).No grupo A, a Holanda bateu Cuba por 3 a 2 (23/25, 19/25, 25/23, 25/16, 15/13), os Estados Unidos passaram pela Alemanha por 3 a 1 (25/21, 25/20, 17/25, 33/31) e as japonesas ganharam das italianas por 3 a 2 (23/25, 16/25, 25/21, 26/24, 15/10). Nessa chave, as norte-americanas estão em primeiro lugar, as holandesas seguem em segundo e as alemãs estão em terceiro.

Agencia Estado,

25 de julho de 2003 | 18h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.