Poullenot/WSL
Poullenot/WSL

Brasil ganha mais um título mundial no surfe, com Lucas Silveira

Atleta é campeão júnior em Portugal e iguala conquistas de Adriano de Souza, o Mineirinho, e Gabriel Medina

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

13 de janeiro de 2016 | 16h37

O Brazilian Storm, como essa geração de surfistas brasileiros vem sendo chamada, obteve mais uma conquista. Nesta quarta-feira, Lucas Silveira, de 19 anos, se sagrou campeão mundial júnior ao vencer o Mundial da categoria, em Ericeira, Portugal. No feminino, a vitória ficou com a australiana Isabella Nichols.

"Estou tremendo, foram duas longas semanas aqui, muita espera e, finalmente, as ondas estavam ótimas ontem e hoje. A final foi bem lenta, comecei e terminei bem. Eu tive um evento louco aqui, minha bateria mais fraca foi com uma nota 15 e alguma coisa. É incrível", afirmou o brasileiro, que repetiu os títulos de outros conterrâneos, como Gabriel Medina e Adriano de Souza.

No ano retrasado, o carioca radicado em Santa Catarina foi eleito o estreante do ano na Tríplice Coroa Havaiana, por seu desempenho nas ondas de Haleiwa e Sunset Beach. Na disputa em Portugal, ele mostrou um surfe consistente, tirou a única nota 10 de todo o campeonato, sua somatória mais baixa foi 15,53 e fez bonito na decisão contra Timothee Bisso, de Guadalupe.

Na final, ele ganhou de Bisso por 16,17 a 11,74, sem dar chances para o rival. "Estou um pouco desapontado pois sei que podia ir melhor na decisão. As ondas estava muito difíceis, e sei que ficar em segundo lugar no Mundial Júnior é um ótimo resultado. Acho que ganhei respeito dos meus adversários", comentou Bisso.

No dia 29, Lucas completará 20 anos. Como prêmio, ele garantiu o convite para as principais etapas do QS, a segunda divisão do surfe, em toda a temporada. Bisso e os outros dois semifinalistas (Soli Bailey, da Austrália, e Leonardo Fioravanti, da Itália) também receberão os convites. "Estou muito feliz pelo título e agora é comemorar", disse Silveira.

O título dele é o sétimo do Brasil em 17 edições do Mundial Júnior. Já foram campeões Pedro Henrique (2000), Adriano de Souza (2003), Pablo Paulino (2004 e 2007), Caio Ibelli (2011) e Gabriel Medina (2013). O bom momento do surfe no País deve trazer ainda mais conquistas para os próximos anos.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.