Brasil garante mais 3 atletas no Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai

Cesar Castro foi último a confirmar vaga ao atingir pontuação mínima no trampolim de 3 metros

AE, Agência Estado

29 de abril de 2011 | 16h38

MONTREAL - O Brasil garantiu mais três atletas no Mundial de Esportes Aquáticos de Xangai, na China, em julho. Nesta sexta-feira, no Grand Prix de Montreal, o saltador Cesar Castro confirmou sua vaga ao atingir a pontuação mínima exigida para o trampolim de 3 metros.

Na quinta-feira, também no Canadá, Juliana Veloso e Hugo Parisi já haviam carimbado passaporte para a China, ela no trampolim feminino de 3 metros e ele na plataforma masculina. Os três já haviam atingido tal índice para poderem participar do Grand Prix, mas precisavam repeti-lo em competição internacional.

Nesta sexta-feira, Castro ficou na sétima posição no trampolim de 3 metros, com 418,80 pontos, melhor do que os 395 exigidos para ir à competição da China. Ele disputa a semifinal logo mais, buscando a final da competição - não atingida nem por Parisi nem por Veloso em suas provas.

Na plataforma feminina, as gêmeas Natali e Nicoli Cruz não conseguiram estar entre as 12 semifinalistas nem a pontuação necessária para garantir vaga em Xangai. No domingo, elas tentam vaga nos saltos sincronizados. Depois, vão ao Grand Prix de Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, entre 5 e 8 de maio, competição que é a última chance para os atletas brasileiros se garantirem no Mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.