Thiago Diz/WSL
Thiago Diz/WSL

Brasil garante mais um título mundial de surfe: final é entre Filipinho e Medina

Filipe Toledo vence Italo Ferreira no WSL Finals e agora vai encarar o bicampeão mundial

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2021 | 14h34
Atualizado 14 de setembro de 2021 | 17h59

O Brasil garantiu por antecipação mais um título mundial masculino de surfe. Filipe Toledo superou Conner Coffin no Rip Curl WSL Finals e já garantiu a permanência do troféu no Brasil. A vitória do surfista veio nos últimos minutos da bateria, quando finalizou sua onda com um aéreo incrível e ganhou por 16,57 a 14,33 do norte-americano.

Na bateria seguinte no masculino, Filipinho eliminou o também brasileiro Italo Ferreira, atual campeão olímpico e mundial. E agora na final ele enfrenta, em melhor de três baterias, o bicampeão mundial Gabriel Medina. Só para se ter uma ideia da hegemonia brasileira, nas últimas seis edições do Circuito Mundial, o Brasil conquistou quatro títulos.

"Eu me sinto incrível com essa vitória. Estou muito feliz, tem vários brasileiros aqui, e acho que consegui transmitir essa alegria no meu surfe. Sabia que precisaria ter paciência e quando as ondas apareceram eu mostrei confiança. Tive sorte e fui abençoado em conseguir surfar bem a última onda", comemorou Filipinho.

No feminino, Tatiana Weston-Webb também venceu sua bateria e está na final do evento e vai enfrentar a havaiana Carissa Moore em melhor de três também. Tati venceu a australiana Sally Fitzgibbons por 13,17 a 11,73 e avançou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.