Divulgação
Divulgação

Brasil garante outras três medalhas na natação na França

Henrique Rodrigues leva o ouro e País ainda ganha duas pratas

Estadão Conteúdo

07 Março 2015 | 16h09

Depois de ganhar seis medalhas na primeira das três etapas do Aberto do Mediterrâneo de natação, a seleção brasileira de natação foi só três vezes ao pódio neste sábado em Marselha, na França. Henrique Rodrigues ganhou ouro nos 200m medley, mesma prova em que Joanna Maranhão faturou sua terceira prata na competição. Leonardo de Deus, nos 200m costas (1m59s63) levou outra prata.

O ouro de Henrique Rodrigues veio com o tempo de 1min59s09, novo recorde do torneio e terceira melhor marca da temporada, atrás apenas do japonês Dayla Seto e do norte-americano Ryan Lotche. 

Já Joanna Maranhão, que perdeu duas vezes de Katinka Hosszu na sexta, desta vez ficou atrás da britânica Siobhan Marie O''Connor, que colocou mais de 2s5 na brasileira. Joanna fechou a prova em 2min13s73, assumindo o 12.º lugar do ranking mundial de 2015.

Havia muita expectativa sobre a final dos 50 metros livre, principalmente depois de Bruno Fratus ser o mais rápido das eliminatórias. Mas o brasileiro foi mais lento na final do que pela manhã e terminou apenas em quinto, com 22s42, logo à frente de Matheus Santana, que completou a prova em 22s83.

A vitória ficou com Florent Manaudou, francês que fez a melhor marca de temporada: 21s71, melhorando os 21s81 de outra etapa do Golden Tour da federação francesa, há três semanas. Fratus é o segundo do ranking, com 21s91. Cesar Cielo nada a prova logo mais, em Belo Horizonte, em uma competição regional, e quer também bater na casa de 21 segundos.

Na prova feminina de 50m livre em Marselha, o Brasil também ficou em quinto e sexto, com Etiene Medeiros (25s20) e Graciele Hermann (25s21), respectivamente. Ambas nadaram abaixo do índice exigido para o Mundial de Kazan, mas a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) não considera o Aberto do Mediterrâneo como tomada de tempo. Joanna e Henrique Rodrigues também ficaram abaixo do índice.

Na final dos 100m borboleta, os brasileiros fecharam a raia, com Nicholas Santos em sétimo (53s84) e Marcos Macedo em oitavo (54s16). Na prova feminina, Daynara de Paula foi quinta (58s72) e Daiene Dias a oitava (59s99). Juliana Marin terminou em quinto a final B dos 50m peito, enquanto Henrique Barbosa foi terceiro na final B masculina.

Mais conteúdo sobre:
natação Aberto do Mediterrâneo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.