Brasil herda o bronze após seis anos

A Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf) confirmou nesta quarta-feira, seis anos depois, que é do Brasil a medalha de bronze do 4 x 100 m do Mundial de Sevilha, realizado em 1999. A Nigéria foi desqualificada porque se descobriu que Innocent Asonze estava suspenso por doping quando correu. A medalha será entregue a Raphael de Oliveira, Claudinei Quirino, Edson Luciano e André Domingos, que correram a prova em 38s05.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.