Divulgação
Divulgação

Brasil leva prata e bronze na trave no Mundial de Ginástica

Lorrane Oliveira e Julie Kim Sinmon sobem ao pódio na Eslovênia

Estadão Conteúdo

05 de abril de 2015 | 10h56

As novas promessas da ginástica artística do Brasil conquistaram mais duas medalhas no último dia da etapa de Liubliana, na Eslovênia, da Copa do Mundo. Neste domingo, Lorrane Oliveira e Julie Kim Sinmon subiram ao pódio na prova da trave ao terminaram a disputa em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

A canadense Isabela Maria Onyshko superou ambas e faturou a medalha de ouro, com 14,025 pontos. Lorrane, que havia avançado para a final com o melhor desempenho na fase classificatória, não teve uma participação tão boa neste domingo, mas seus 13,525 pontos foram suficientes para lhe garantir a segunda colocação.

Já Julie Kim Sinmon melhorou o seu desempenho em comparação com as eliminatórias, quando avançou para a final em sétimo lugar. Neste domingo, a brasileira garantiu a medalha de bronze com 13,225 pontos.

Além delas, o Brasil teve outro representante nas finais deste domingo em Liubliana. Ângelo Assumpção terminou em quinto lugar na disputa do salto, uma posição à frente do seu desempenho na fase classificatória, com 14,450 pontos.

Nesta prova, o suíço Marco Rizzo faturou a medalha de ouro, 14,862 pontos. O holandês Bart Deurloo, segundo colocado com 14,662, e o letão Vitalijs Kardasovs, terceiro com 14,587, completaram o pódio do salto.

Com esses resultados, o Brasil encerrou a sua participação na etapa de Liubliana da Copa do Mundo de Ginástica Artística com três medalhas, pois no sábado, no primeiro dia de finais, Rebeca Andrade conquistou o bronze nas barras assimétricas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.