Brasil levará oito judocas para Grand Prix na Mongólia

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) confirmou nesta sexta-feira a delegação que irá competir no Grand Prix de Ulaanbaatar, etapa do circuito mundial, que acontecerá de 4 a 6 de julho, na Mongólia. A equipe do Brasil terá oito judocas, mas não contará com as principais estrelas da seleção, como Rafael Silva, Felipe Kitadai, Sarah Menezes e Mayra Aguiar.

AE, Agência Estado

27 de junho de 2014 | 18h29

Na Mongólia, o Brasil será representado por Eric Takabatake (até 60kg), Bruno Mendonça (até 73kg), Rafael Buzacarini (até 100kg), David Moura (acima de 100kg), Mariana Silva (até 63kg), Maria Portela (até 70kg), Nádia Merli (até 70kg) e Claudirene Cezar (acima de 78kg).

"O nosso objetivo é conhecer esse campeonato. A Mongólia vem crescendo muito nos últimos anos, especialmente nas categorias mais leves, e vem sendo procurada por alguns países para treinar. A gente também quer conhecer essa estrutura deles", contou Ney Wilson, gestor de alto rendimento da CBJ. "A equipe é composta por atletas que estão com possibilidade de avançar no ranking. Alguns viajaram para este campeonato e outros irão para o Grand Slam de Tyumen (dias 12 e 13 de julho, na Rússia). O objetivo é tirar as últimas dúvidas para definir a equipe que vai para o Mundial", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
judôseleção brasileira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.