Gjorgji Licovski/EFE
Gjorgji Licovski/EFE

Brasil luta até o fim, mas perde para Croácia e está fora do Mundial

Derrota nas oitavas de final no handebol por um gol de diferença lembra revés sofrido em 2013, com jogo decidido apenas no fim

Vítor Marques - enviado especial a Doha, O Estado de S. Paulo

25 de janeiro de 2015 | 17h36

Foi um por um triz, como havia sido em 2013, contra a Rússia. O Brasil atuou como um grande no handebol masculino, mas perdeu para a Croácia no Mundial do Catar, neste domingo, e foi eliminado nas oitavas de final. E como há dois, o jogo só foi decidido no minuto final: 26 a 25.

A seleção brasileira caiu diante de um rival complicado: a Croácia é uma das seleções mais fortes da Europa e tem o atual melhor jogador do mundo, o central Duvnjak, 26 anos. Já foi campeã mundial e ganhou dois ouros olímpicos. E no último mundial, em 2013, terminou em 3º lugar.

Funcionou bem a estratégia de Ribera no primeiro tempo. O Brasil valorizou a posse de bola, não se precipitou no ataque e soube furar o bloqueio croata pelo meio da defesa. Em vez dos pontas, a peça-chave do time foi o central João Pedro.


Foi dessa forma que a equipe brasileira não deixou a Croácia abrir vantagem no placar, empatar e virar o jogo aos 15 minutos. Também apareceu a figura de do goleiro Rick, que defendeu três de quatro setes metros contra o Brasil. Vitória parcial por 15 a 13.

A seleção brasileira se reuniu no meio de quadra e formou um círculo antes de iniciar o segundo tempo. Mas foi um péssimo recomeço para o Brasil. Em menos de quatro minutos, a vantagem de dois gols se evaporou. A Croácia aproveitou erros de ataque brasileiro e virou: 17 a 15.

Ribera pediu tempo e cobrou concentração. Demorou para o Brasil entrar no jogo novamente. A Croácia acertou a marcação no meio da defesa e o "paredão" formado por jogadores de mais de 2 metros de altura passou a funcionar.

O Brasil levou 15 minutos para reequilibrar e virar novamente a partida. O 'apagão' tinha ficado para trás. Mas a dez minutos do fim, o jogo continuava empatado: 22 a 22. Na reta final, valeu o histórico vencedor da Croácia e um sete metros no minuto final sacramentou a derrota brasileira no Catar.

A seleção brasileira masculina ainda terá outra competição importante neste ano: os Jogos Pan-Americanos, em julho, que serão disputados em Toronto, no Canadá.

OITAVAS DE FINAL

RESULTADOS DESTE DOMINGO
Áustria 27 x 29 Catar
Eslovênia 30 x 28 Macedônia
Espanha 28 x 20 Tunísia
Croácia 26 x 25  Brasil

SEGUNDA-FEIRA (26)
Alemanha x Egito
Polônia x Suécia
Islândia x Dinamarca
França x Argentina

*O repórter viajou ao Mundial a convite da Federação Internacional de Handebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.