Yves Herman/REUTERS
Yves Herman/REUTERS

Brasil luta por duas medalhas no Mundial de Judô

Mayra Aguiar está na briga pelo ouro e Hugo, na repescagem, ainda pode ser bronze

WILSON BALDINI JR., Agência Estado

26 de agosto de 2011 | 08h41

SPA - O Brasil está na briga por duas medalhas nesta sexta-feira no Mundial de Judô, em Paris. Mayra Aguiar está classificada para as semifinais da categoria meio-pesado (até 78 quilos). Já o médio (até 90 quilos) Hugo Pessanha está na repescagem, após derrota nas quartas de final. As disputar começam a partir das 10h30 (horário de Brasília). O também peso médio Tiago Camilo e a médio (até 70 quilos) Maria Portela foram eliminados.

Mayra Aguiar passou fácil pela camaronesa Hortence Atangana. A brasileira só precisou de 53 segundos para aplicar dois kosoto garis e simar um yuko e o ippon. Contra a alemã Luise Malzahn, Mayra demonstrou força para vencer em 2 minutos e 57 segundos, com um eficiente eri seoi otoshi. Novo ippon aconteceu frente à húngara Abigel Joo, com um espetacular tai otoshi, em 1 minuto e 29 segundos. Na semifinal, Mayra vai enfrentar a japonesa Akari Ogata.

Hugo Pessanha teve muitas dificuldades para superar Aigers Milenbergs. O triunfo, por yuko só veio no final, após o adversário da Letônia receber duas punições. Contra o casaque Alexander Kussachev, o judoca do Minas Tênis Clube foi um pouco melhor e venceu por 2 a 0, graças a dois yukos - um com uchi mata e outro por shido (punição).

O terceiro triunfo do carioca foi rápido. Ele precisou de somente 1 minuto e 9 segundos para vencer o camaronês Dieudonne Dolassem, com um kata otoshi. O duelo com o grego Ilias Iliadis foi duro como se esperava. O brasileiro acabou recebendo um contragolpe e perdendo por ippon. Como a derrota veio nas quartas de final, o brasileiro vai para a repescagem e poderá lutar pelo bronze.

Já Tiago Camilo estreou com vitória por ippon, em 1 minuto e 54 segundos, sobre o alemão Aaron Hildebrand. O segundo combate foi mais tranquilo. Ele precisou de apenas 29 segundos para derrubar o fortíssimo senegalês Tabane Paye.

Na terceira luta, Tiago Camilo teve muitas dificuldades para superar o sul-coreano Dae Nam Song. O duelo foi para o golden score. Cada lutador havia sofrido uma punição. Nos três minutos seguintes, o coreano sofreu nova punição e acabou eliminado.

A derrota e a eliminação do brasileiro vieram diante do ucraniano Valentyn Grekov, que conseguiu aplicar um hari maki komi sobre o brasileiro, obtendo um wazari. Ele levou a vantagem até o final e superou Tiago Camilo. Como o revés foi nas oitavas de final, o brasileiro não teve chances de brigar pelo bronze na repescagem.

Com um yoko guruma, que lhe valeu um yuko, Maria Portela derrotou a canadense Kelita Zupancic na estreia no Mundial. Na segunda luta, ela acabou eliminada pela eslovena Rasa Sraka.

Até agora, o Brasil já conquistou quatro medalhas no Mundial de Judô, sendo duas de prata e duas de bronze. Agora, vai buscar subir ao pódio ainda nesta sexta-feira com Mayra Aguiar e Hugo Pessanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.