Brasil perde 4 no Pré-Olímpico de Boxe

O Brasil colecionou quatro derrotas e uma vitória, nesta quarta-feira, no Pré-Olímpico de Boxe, que está sendo disputado no Rio. Esta é a última chance para os pugilistas das Américas obterem uma vaga em Atenas. O peso-mosca Uelton de Oliveira foi eliminado pelo pelo equatoriano Patrício Calero por 18 a 14. O peso-galo (até 54 quilos) Edelson Silva perdeu para o venezuelano Alexandre Espinoza, que é o atual tricampeonato sul-americano da categoria. "Perdi 2,5 quilos na terça-feira. Na luta, fiquei sem pernas e sem fôlego. Fui derrotado por um pugilista que deverá ser campeão aqui", afirmou Silva. "Terminou o sonho da minha vida, que era ir a uma olimpíada. Em 2008, já serei profissional e não poderei lutar nos Jogos de Pequim." O meio-médio (até 69 quilos) Marcos André Costa, bronze no Pan-Americano de São Domingos, foi outro a dar adeus ao sonho olímpico, depois de perder do venezuelano Jean Prada por 20 a 12. Em seguida, o pesado (até 91 quilos) Rafael Lima também terminou o dia eliminado, após ser derrotado pelo também venezuelano Wilmer Vasquez, por decisão do árbitro no segundo round. O super pesado (acima de 91 kg) Fabiano Astorino foi o único brasileiro a vencer nesta quarta-feira. O lutador superou Alexander Moorhead, das Ilhas Virgens, por decisão do árbitro no terceiro round. Após os dois primeiros dias de competição, o Brasil permanece com seis atletas na disputa por vagas em Atenas. Nesta quinta-feira, a partir das 16 horas, o peso-mosca James Dean Pereira enfrenta Tison Cave, do Canadá; o pena Edvaldo Gonzaga, Luis Domingues, do México; o médio Glaucélio Abreu, Kirt Sinnette, de Trinidad e Tobago; e o meio-pesado Washington Silva, Carlos Rodrigues, da Costa Rica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.