Felipe Dana/AP
Felipe Dana/AP

Brasil perde dos EUA e fica com a medalha de prata no vôlei feminino

Seleção falha demais e acaba perdendo por 3 sets a 0 na final

PAULO FAVERO, ENVIADO ESPECIAL A TORONTO, O Estado de S. Paulo

26 Julho 2015 | 00h05

Brasil e Estados Unidos já se tornou um clássico feminino do vôlei. E neste sábado, mais uma vez, as duas equipes reeditaram uma grande partida na decisão dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Mas o time nacional perdeu por 3 sets a 0 (parciais de 25/22, 25/21 e 28/26), coincidentemente mesmo placar entre as duas equipes pelo Grand Prix, competição que está sendo realizada simultaneamente ao Pan.

Com o resultado, o Brasil ficou com a medalha de prata e não conseguiu manter a hegemonia continental - a equipe foi ouro em Guadalajara, em 2011. Neste domingo, o time masculino encara a Argentina, às 16 horas (horário de Brasília), no último evento do Pan de Toronto.

Nos dois primeiros sets, os Estados Unidos aproveitaram os muitos erros do Brasil para fechar as parciais em 25 a 22 e 25 a 21, respectivamente. Nicole Fawcett, com muitos pontos de ataque, desequilibrava o duelo e deixava a situação melhor para as norte-americanas.

No terceiro set, o Brasil melhorou, abriu boa vantagem, mas com muitos erros no levantamento, deixou as adversárias encostarem até ficar 24 a 24. No final, as brasileiras continuaram a cometer erros bobos e do outro lado, com um show de defesa, os Estados Unidos fecharam em 28 a 26.

A líbero Natalie Hagglund festejou bastante a vitória neste clássico do vôlei. "Nós trabalhamos muito duro para chegar a esse resultado. O Brasil é um time incrível, qualquer resultado pode acontecer. Apenas jogamos melhor", afirmou.

A jovem de 23 anos deu um show de defesas e foi fundamental para que a bola não caísse com mais frequência na quadra norte-americana. "Eu cresci vendo atletas como a Jaqueline jogando. Ela é uma ótima atleta, então para mim é uma sensação incrível poder defender as bolas dela", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.